/* Excluido depois do Upgrade do Google em 25 de Outubro de 2009 Fim da exclusao */

sexta-feira, março 30, 2007

Série: ACIDENTES COM CLUBES (final)

VÔO DO CORINTHIANS QUASE UMA TRAGÉDIA!

Na foto o Boeing-727 da FLY, prefixo PP-LBY, após o acidente que poderia ter consequências imprevisíveis. No dia 1º de maio de 1996, um sério acidente numa tentativa frustrada de decolagem no avião que traria de volta a delegação do Corinthians para o Brasil após um jogo em Quito no Equador quase acaba em tragédia. Chovia forte no momento da tentativa de decolagem efetuada pelo comandante Cledir da Silva, nos controles do Boeing 727-2B6 prefixo PP-LBY da companhia aérea FLY, às 17 horas locais (19 horas de Brasília). Na aeronave 72 pessoas à bordo. A pista do aeroporto Mariscal de Sucre, é considerada uma das mais perigosas do mundo. 46 segundos após o início da corrida, quando o avião deveria estar levantando vôo, os passageiros descobriram o que o comandante já sabia: o 727 não iria decolar. Na realidade ele já havia iniciado os procedimentos para abortar a decolagem, a mais de 200 quilômetros por hora. Nesse momento a aeronave patinou, saiu da pista, deslizou pela grama e destruiu tudo pela frente, incluindo cercas e o muro onde finalmente parou, quase nas ruas da capital do Equador. O tanque de combustível da asa direita rompeu-se e derramou combustível sobre o trem de pouso que se partia e as faíscas deflagraram um incêndio que continuou até o momento em que o avião, já na avenida, com a cabine destruída e a fuselagem partida ao meio. O pronto atendimento dos bombeiros evitou o incêndio total da aeronave e o fogo foi logo apagado. Segundo o comandante, no momento em que o avião taxiava, chovia pouco, mas aumentou ao tentar arremeter. "Infelizmente, a pista não foi suficiente para que a aeronave parasse a tempo", garantiu Cledir: "Tivemos muita sorte porque poderíamos ter morrido todos", disse. "Evitei uma tragédia." - "É difícil falar o que houve", afirmou o goleiro Ronaldo. "Mas vou lembrar disso por muito tempo ainda." O goleiro ainda afirmou: "O piloto foi sensacional." Conforme um porta-voz do DAC equatoriano, o avião, ao atingir o muro no final da pista, teve um princípio de incêndio na turbina direita, logo controlado pelos bombeiros. O fogo começou quando o comandante reverteu bruscamente os motores para diminuir a velocidade. "Tinha a sensação de que todos íamos morrer", contou o diretor de Futebol Jorge Neme. "Na hora do impacto, as pessoas foram arremessadas para a frente e houve pânico". A direção do Aeroporto Mariscal Sucre informou que houve apenas feridos leves. O DAC do Equador admite três hipóteses: a ruptura do trem de aterrisagem dianteiro, uma falha nos motores ou mesmo o avião ter patinado na pista devido à chuva. A comissária Carmem declarou que o avião não estava em perfeitas condições desde que saiu de São Paulo. Mas não entrou em detalhes. A tripulação do avião permaneceu na capital equatoriana durante o período de inspeção e a FLY informou que "Desde que a aeronave foi adquirida pela empresa, há quarenta dias, não havia nenhum sinal de problemas em nenhum de seus vôos." O avião foi adquirido da Royal Air Maroc, companhia aérea marroquina. O comandante Cledir, que já havia pilotado o avião antes dessa viagem, disse à empresa que também não sabia o motivo do acidente. "Segundo ele, no momento em que decidiu abortar a decolagem, o avião deveria frear normalmente, até o final da pista", relatou Mello. "Mas a aeronave não parou, não se sabe se pelo fato de a pista estar molhada ou por influência dos ventos."
Amanhã, os Red Arrows, estarão voando aqui no "BloG+G" comemorando a nova série: "Os maiores ases da acrobacia mundial"

sexta-feira, março 23, 2007

Série: ACIDENTES COM GRANDES CLUBES (4a.)

TRAGÉDIA MATA JOGADORES DO ALIANZA/LIMA...









...GRANDES PROMESSAS DO FUTEBOL PERUANO
Ao longo dos anos 1970 até 1982, a seleção peruana de futebol conseguiu se manter como uma das mais destacadas do futebol sul-americano, atrás apenas de Brasil, Uruguai e Argentina. A partir daí, entrou numa espécie de entressafra, que culminou com a não-classificação para a Copa do México, em 1986. No entanto, não havia desespero entre os dirigentes do país. Uma nova geração bastante talentosa estava surgindo e seria usada como base para a renovação do selecionado nacional. Os atletas, em sua maioria, eram jogadores do Alianza Lima, a grande sensação do momento.
A esperança de renovação e de dias melhores para o futebol peruano, porém, se encerrou de forma rápida, breve e trágica. No dia 8 de dezembro de 1987, o Alianza estava na cidade de Pucallpa, onde disputava mais uma partida pelo Campeonato Peruano, competição que liderava naquele momento. Seguindo a regularidade da temporada, o time saiu de campo vencedor, 1 x 0. A última vitória da precoce carreira daqueles atletas.
No retorno à capital, poucos minutos antes de aterrizar no Aeroporto Internacional Jorge Chavez, o avião Fokker da Marinha de Guerra do Peru, apresentou problemas e caiu no Mar de Ventanilla. Apenas o piloto sobreviveu. Perderam a vida todos os jogadores, comissão técnica, alguns torcedores, árbitr
os e a tripulação. A tragédia comoveu o país. E também os sobreviventes. Escaparam da morte Juan Reynoso, Richard Garrido, Javier Castillo, Benjamin "Colibri" Rodriguez e César Espino, todos integrantes do time titular, mas que, por motivo de contusão ou suspensão, não participaram da partida.
No ano seguinte, o público pernambucano pôde conhecer de perto o que sobrou do Alianza Lima. A equipe estava no mesmo grupo que o Sport, na Copa Libertadores da América. Ex-sensação do futebol peruano, o time azul e branco estava desmantelado. Primeiro, o Leão venceu no Peru, 1 x 0, gol de falta de Betão; depois, goleou o adversário, na Ilha do Retiro, por 5 x 0. Esperança do país, o Alianza encerrou sua participação na competição continental em último lugar eu sua chave, apesar da animação dos jogadores atuais
O acidente causou uma reviravolta no futebol peruano. Em termos práticos, o futebol do país ainda não se recuperou da tragédia. Jamais as equipes peruanas conseguiram maior destaque nas competições sul-americanas. O Alianza é um nome quase desconhecido para as novas gerações - que viram o Sporting Cristal se tornar o principal representante do futebol peruano.

Na próxima 6a.feira (30) encerrando a série: "Acidentes com grandes clubes de futebol", o focalizado será o Corinthians, que quase perdeu todos seus craques em acidente aéreo na cidade de Quito-Equador, em 1996.

sexta-feira, março 16, 2007

Série: ACIDENTES COM GRANDES CLUBES (3a.)

3 MINUTOS SEPARARAM O SANTOS DE UMA GRANDE TRAGÉDIA!


Depois de sagrar-se bi campeão sulamericano e mundial em 62 e 63, o ano de 1968 foi muito pródigo e generoso para o Santos F.C. Venceu as Recopas: Sulamericana e Mundial interclubes. É por isso que a FIFA reconhece o Santos também como tricampeão. Ainda em 68 foi bicampeão paulista, e do Torneio Roberto Gomes Pedrosa (a 1ª taça de de prata), onde no dia 15 de setembro de 1968, (um domingo) enfrentou o Flamento no Maracanã vencendo por 3 a 2. Após a partida, Pelé & Cia. retornaram a S. Paulo viajando nesse mesmo aparelho (da foto), o Viscount PP-SRE da Vasp, que pousou no aeroporto de Congonhas às 21h15.
Após desembarcar 52 passageiros e comissários, incluindo a delegação do Santos. Permaneceram a bordo o comandante Neutel e co-piloto Freire. Cerca de três minutos após, o avião decolou para um vôo de treinamento dos tripulantes. Ao sobrevoar a Cidade Universitária, houve falha numa das turbinas e o avião ficou reduzido a escombros, como demonstra esta foto.Vitimas do acidente, os dois tripulantes e uma senhora que residia numa das casas atingidas pelo impacto e pelas labaredas.
Apenas um jornal de São Paulo publicou, mas sem alarde que o Santos havia desembarcando a poucos instantes daquele aparelho que acabou se precipitando na região da Cidade Universitária.
Naquele tempo, a VASP pertencia ao Governo de São Paulo e, para a imprensa, o acidente, só teria repercussão mundial, se acontecesse com o pessoal do Santos a bordo. Esse “quase” é um pequeno detalhe que só poderia interessar à curiosos jornalistas como eu. Para que alardear um fato que apenas, poderia ter sido mais grave? E que só não aconteceu porque uma das turbinas deixou para explodir três minutos mais tarde, quando Pelé e seus companheiros, e os demais passageiros já haviam desembarcado no Aeroporto de Congonhas. Como o nome do clube é Santos, certamente, contou com a ajuda de todos os Santos, e acabou se safando dessa. Um sargento da FAB, me deu essas informações no local da queda, mas pediu para eu não revelar o nome dele. Dois dias depois, encontrei na pensão no bairro do Aeroporto o amigo Cintra, também piloto de Viscount, na VASP, confirmou todos os pormenores que estão sendo narrados nesta 3a. matéria da série que faz ressurgir os acidentes e quase acidentes, que envolveram grandes clubes do futebol mundial.
Na próxima 6a.feira, o acidente que matou toda a delegação do Alianza de Lima, e encerrando a série, depoimentos de jogadores do Corinthians sobre um acidente que poderia ter consequências trágicas.

terça-feira, março 13, 2007

MUNDO ANIMAL

LULA GIGANTE CAPTURADA NO PACÍFICO EMITE LUZES !
Esta Lula gigante foi recentemente capturada no Pacífico Norte, perto do Japão, a uma profundidade de 640 metros; pesquisadores japoneses descobriram que o animal emite flashs de luz para abater suas presas. e com isso facilitaram os movimentos dos mergulhadores.
O espetacular show de luzes da "Taningia danae" foi revelado em um vídeo gravado em 2005 em águas profundas na costa da ilha Chichijima, no norte do Pacífico. Os cientistas acreditam que as lulas usam os flashes para desorientar as possíveis vítimas.
Os cientistas do Museu Nacional da Ciência de Tóquio disseram que as lulas não são criaturas preguiçosas e inativas como se pensava antes. As imagens - a primeira vez que a T. danae foi filmada em seu habitat natural -, revelam que o animal é um predador agressivo. A lula gigante, que pode ter mais de 2 metros de comprimento, nada para frente e para trás batendo suas barbatanas musculosas. O molusco consegue alterar sua direção rapidamente dobrando o corpo flexível. As luzes emitidas pelas lulas surpreenderam os cientistas. "Ninguém jamais havia visto esse tipo de comportamento luminoso durante a caça de lulas gigantes em águas profundas", disse Tzunemi Kubodera, coordenador da pesquisa, à BBC. As luzes são emitidas a partir de orgãos localizados nos braços da lula. Os vídeos, gravados a profundidades entre 240 e 940 metros, também mostram as lulas atingindo velocidades de até 2.5 metros por segundo durante o ataque. Segundo os cientistas, as luzes podem agir também como "métodos de iluminação e medição da distância entre a lula e a presa em um ambiente normalmente muito escuro". Os pesquisadores acreditam que as luzes possam ser ainda formas de cortejar possíveis parceiros sexuais. A pesquisa foi publicada na revista especializada "Proceedings of the Royal Society".

sábado, março 10, 2007

FIM DE SEMANA: -O mundo das Artes-- (S e D)

O MUNDO CROMÁTICO DE MARIA GILKA,
Estará em AMPARO nos dias 23 A 26 de março



No próximo dia 23 do corrente, Amparo terá o privilégio de rever, o "Mundo Cromático" da artista plástica Maria Gilka, no Espaço Cultural da sua Câmara Municipal. A exposição ficará aberta até o dia 26, das 8 às 11 e das 13 às 17h. Dê esse presente aos seus olhos.
Os artistas devem ser inspirados por Deus. Desde quando Deus criou o mundo, passaria muito tempo até que fosse inventada a primeira máquina fotográfica, e assim mesmo em branco e preto. Com certeza foi nesse momento, que Deus criou o artista plástico para registrar a beleza e as cores da natureza. E mesmo quando o artista retrata a pobresa, ele consegue transformar o feio numa bela obra, que passa a ornamentar muitos locais requintados! Quando se pensa em quadros de flores como os que estão emoldurando o nosso blog, é como se a artista as tirasse do vaso ou da terra e as colocasse diretamente na própria tela. Por isso, sou obrigado a acreditar que todo artista é um ser especial. Alguns são mais sensíveis e talentosos, como a artista plástica Maria Gilka que emoldura pela segunda vez o espaço deste blog. Pena que ele seja tão pequeno, a ponto de nos impedir de mostrar todo o grandioso talento desta artista renomada, que já exibiu suas obras em importantes salões do Brasil e do Exterior, nos quais, ganhou impotantes medalhas e homenagens que sempre fieram justiça a sua imensurável criatividade! A artista plástica Maria Gilka mais uma homenagem do Blog: "Arquivos de um Repórter".

sexta-feira, março 09, 2007

Série: ACIDENTES COM GRANDES CLUBES (2a.)

A TRAGÈDIA QUE ABALOU O MUNDO ESPORTTIVO
MEIO TIME DO MACHESTER PERDE A VIDA NESTE ACIDENTE






Fotos: 1- Gol do Manchesterer no atual campeonato inglês, 2- Emblema do clube mais rico do mundo, 3- Modelo de uma aeronave "Airspeed Ambassador" semelhante a da foto 4 após o acidente. Esta catástrofe aconteceu após a partida contra o Estrela Vermelha quando o Manchester fazia o retorno à Inglaterra, no dia 6 de fevereiro de 1958. A equipe havia conquistado um empate por 3 a 3 contra o time iugoslavo, que lhe rendeu a classificação para as semifinais da Taça dos Campeões. Mas não houve tempo para comemoração. Segundo testemunhas, durante a viagem estava nevando muito. O piloto do bimotor da British European Airways, construído pela “De Havilland”, que fazia serviços entre a Alemanha e a Inglaterra, estava com pouca visibilidade. E, para piorar, um dos motores estava com defeito. A torre chegou a ser informada sobre o problema, mas nada adiantou. Logo depois, o motor pegou fogo e o avião caiu nas proximidades da cidade de Munique, na região da Baveira, por volta das 18 horas. No acidente morreram 28 pessoas entre passageiros e moradores do local da queda do avião. A comitiva do Manchester era formada pelo diretor esportivo, o secretário da equipe, 11 jornalistas e 17 jogadores. Logo após o acidente, o zagueiro Billy Foulker afirmou: “Tudo se passou terrivelmente depressa. Uma explosão formidável que sacudiu o
aparelho, e tínhamos a impressão que nossos tímpanos explodiam”. A equipe perdeu oito jogadores: Roger Byrne, Eddie Colman, Duncan Edwards, Mark Jones, David Pegg, Tommy Taylor,Liam Welan e Greoffrey Bent. Entre os sobreviventes Bobbby Chalton, que em 1966 voltou a sorrir (na foto erguendo a taça), quando no estádio de Wembley, foi o grande destaque no Mundial vencido pela Inglaterra.
Até hoje a tragédia não foi esquecida. No aeroporto de Riem foi construído um grande memorial e várias homenagens ocorreram no aniversário de 40 anos do acidente, em 1998. A mais bonita aconteceu no estádio Old Trafford, no dia 7 de fevereiro, antes do jogo entre Manchester United e Bolton. Mais de 50 mil pessoas fizeram um minutos de silêncio. Bobby Charlton, um dos sobreviventes que depois se tornaria um dos maiores jogadores da história da Inglaterra, não conseguiu segurar a emoção. No mesmo ano, o destino pregou uma peça nos ingleses. O Manchester foi à cidade de Munique enfrentar, pela Copa dos Campeões, o Bayern Munich, no dia 30 de setembro. O jogo terminou empatado por 2 a 2 e a dor voltou ao coração dos ingleses.

sexta-feira, março 02, 2007

GRANDES EVENTOS: -- O aniversário do Rio --

RIO DE JANEIRO ESTÁ COMEMORANDO 442 ANOS
Você sabia? O termo carioca vem do tupi-guarani -"Kari-oca", que significa casa de branco. Há quem diga que a origem está na palavra "Acari-oca", ou seja, toca de acará, um tipo de peixe que era muito comum na região.
Um dos símbolos máximos das belezas brasileiras, a cidade do Rio de Janeiro continua soberana como cartão postal do país. Embora a repercussão negativa da atuação das facções criminosas no local, os turistas continuam visitando a capital e levando boas lembranças dela para seus destinos de origem. Em 1º de março de 1565, Estácio de Sá fundava a cidade que chegou a ser a capital do Brasil. Tudo começou no dia 1º de janeiro de 1502, quando André Gonçalves, comandante de uma expedição, avistou um lugar lindo que pensou ser a foz de um enorme rio. Sem ter dúvida, batizou o local de Rio de Janeiro.
E olha que o Rio de Janeiro está ficando cada vez mais importante. O Rio está sendo cotado para ser uma das sete maravilhas do mundo, em uma disputa acirrada que será desvendada no dia 7 de julho em Portugal. Isso sem falar no título de cidade-sede dos Jogos Pan-Americanos 2007.
Freqüentada por pessoas de todas as partes do mundo, a cidade reserva para seus visitantes, uma série de atrações que agrada a gregos e troianos. O vasto roteiro de atividades e estabelecimentos ainda é o chamariz do local como ponto de referência de turismo. Participe durante esta semana de um roteiro completo para conhecer mais um pouco a Cidade Maravilhosa!
L.L.I.K.
Em virtude da homenagem que estamos prestando ao Rio de Janeiro, a 2a. reportagem da série: "Tragédias áreas que vitimaram famosas equipes do futebol mundial", volta na póxima 6a.feira, focalizando o acidente que vitimou metade do time do Manchester United.
/* Atualizacao do Google Analytics em 25 de Outubro 2009 */