/* Excluido depois do Upgrade do Google em 25 de Outubro de 2009 Fim da exclusao */

sexta-feira, junho 20, 2008

RODOVIA PANAMERICANA
Ligando os países do Continente Americano
A Rodovia Panamericana é uma rede de estradas que se estende de norte a sul no contimente americano totalizando cerca de quarenta e oito mil quilômetros (o eqüivalente de mais ou menos vinte e nove mil milhas). Exceto a uma pequena brecha ou lacuna de oitenta e sete quilômetros em uma zona de matas tropicais na América Central, alternativamente podendo-se circuncidar esse trecho terrestre por via marítima, a rodovia conecta vários dos territórios das nações continentais americanas em um sistema de transporte terrestre de dimenções verdadeiramente continentais.
Em algumas trechos, por exemplo, em Máncora, no
Perú, a Rodovia Panamericana funciona como estrada principal da localidade. Já no Canadá e nos Estados Unidos não existe uma designação oficial no sistema rodoviário que identifique a Rodovia Pananamericana como tal. Quase completa em sua construção, ela se extende desde a cidade de Fairbanks, no estado do Alasca, Estados Unidos, à localidade de Quellón, no Chile, América do Sul.
A Rodovia Panamericana ultrapassa várias regiões
climáticas distintas e diversos tipos de terrenos e de sistemas ecológicos, como desertos, florestas tropicais, montanhas frias, etc. Ao passar por tantos países distintos, logicamente, esta rodovia não apresenta uniformidade, muito ao contrário. Certos trechos da rodovia sómente são passáveis durante períodos de seca, já outros segmentos são deveras perigosos em qualquer estação do ano. Jake Silverstein escreveu em 2006 uma descrição da Rodovia Panamericana dizendo que ela é "... um sistema tão vasto, tão incompleto, e tão incompreensível que ela nem é tanto uma estrada, mas um conceito assim como o é a própria idéia do panamericanismo"

Viajamos de de carro, em direção ao árido norte do Chile, percorrendo cerca de 2.000 km (só na ida) pela bem conservada Rodovia Panamericana, que corta o País Sulamericano, de Norte a Sul. Iniciamos nossa viagem a partir de Santiago (foto à dir.), com destino a Antofagasta e depois por uma variante até Atacama. (Na foto à esq.) além da conservação da estrada, você ainda pode-se observar, um dos trechos mais estreitos do território chileno. (À esq.), o Oceano Pacífico, ladeado de perto pelas pré-cordilheiras dos Andes.
Leia a Revista-AR, que em breve estará apresentando todos os 18 mundiais de futebol.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

/* Atualizacao do Google Analytics em 25 de Outubro 2009 */