/* Excluido depois do Upgrade do Google em 25 de Outubro de 2009 Fim da exclusao */

sábado, agosto 30, 2014

---FS---"MARAVILHAS DO BRASIL" - (12)

É BRASILEIRA A MAIS EXTENSA CACHOEIRA DO MUNDO 
Essa maravilha pouco conhecida, fica no Parque Estadual do Turvo no RGS 
Na (1a. e 3a. fotos), a mais extensa Cachoeira do mundo, com quase 2km de extensão. Na (foto acima) esta árvore centenária, é o símbolo da maior reserva de Mata Atlântica no estado do Rio Grande do Sul 
O Parque Estadual do Turvo é uma unidade de conservação brasileira de proteção integral da natureza localizada no noroeste do estado do Rio Grande do Sul, município de Derrubadas, junto ao rio Uruguai, fazendo divisa com o estado se Santa Catarina e a província argentina de Misiones.
Criado através do Decreto estadual n° 2.312, de11 de março de 1947, Turvo foi o primeiro parque criado no Rio Grande do Sul. A área do parque é de 17 492 hectares, sendo que a principal atração é o Salto do Yucumã,  a maior queda d´água longitudinal do mundo, com 1 800 metros exatos de extensão e em média 20 metros de altura

sexta-feira, agosto 29, 2014

"Cidades Fantasmas" - (6)

 ORADOUR-SUR-GLANE (FRANÇA), UMA HISTÓRIA TRISTE !
Oradour-sur-Glane é uma pequena cidade, localizada na região de Limousin, na França. Até o ano de 1944 muitas pessoas viviam normalmente, porém no dia 10 de junho, quatro dias após o famoso “Dia D” da Segunda Guerra Mundial, ela deixou de ser apenas uma pequena aldeia do interior, para se tornar um símbolo da crueldade Nazista.
Logo após a invasão dos Aliados na costa da Normandia, as tropas Nazistas começaram um avanço desesperado para tentar manter suas posições, que lhe davam o domínio da França. Uma das unidades enviadas para luta foi a 2ª Divisão Panzer SS do Reich, da Waffen-SS, uma tropa de elite do Exército Alemão.
No meio do seu caminho para a costa, o comandante dessa unidade recebeu a informação de dois franceses traidores, que na aldeia de Oradour-sur-Glane, havia um oficial alemão preso e que ele seria queimado em público. Por esse motivo, as tropas germânicas cercaram o local e forçaram todos os moradores a irem para a praça local, onde os homens foram separados das mulheres e crianças.

Os prisioneiros foram colocados em um celeiro e as mulheres em uma igreja. Com todos presos, os alemães iniciaram seu plano macabro. Primeiro eles mataram os homens fuzilados e atearam fogo no local, de todos os 195 homens que lá viviam, apenas 5 conseguiram escapar desse inferno com vida.

Já as mulheres e crianças que estavam presas na Igreja, foram queimadas vivas lá dentro, e quem tentava fugir era metralhado sem piedade, de todas as 452 pessoas que foram trancadas na igreja, apenas uma sobreviveu: Marguerite Rouffanche, que conseguiu pular uma janela sem ser notada pelos Nazistas.

Essa atrocidade foi tão grande que o próprio general das forças alemãs quis enviar o comandante dessa divisão a julgamento, algo pouco comum, pois os Nazistas não eram de se preocupar com atrocidades. Felizmente a própria guerra cuidou desse monstro, que morreu poucos dias depois de ter ordenado o ataque aos civis, assim como seus comandados, que foram massacrados pelos Aliados.
Alguns garotos curiosos, de vez em quando povoam o que restou da cidade arrasada pelos nazistas.

quarta-feira, agosto 27, 2014

Perigo no ar..

 
Apenas três tipos de ocorrências causam quase 70% dos acidentes aéreos no Brasil
   Tais fatores respondem por 2 em cada 3 acidentes investigados pela Aeronáutica
Antes de nos atermos aos dados do Cenipa, recentemente no acidente ocorrido em Santos em que perderam a vida o presidenciável Eduardo Campos e mais os seis ocupantes do Cessna Citation. Alguns dias depois do acidente surgiu a foto (acima), que tem intrigado as autoridades aeronáuticas do Brasil, dos EUA e do Canadá, na qual é visível a posição incomum da aeronave no momento de queda, e sem estar pegando fogo,  como afirmaram alguns populares da região.
Com base nos dados do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), 70% dos acidentes aéreos verificados desde o ano 2000, que tiveram investigação concluída, ocorreram por apenas três causas.
Os principais motivos apontados em relatórios do Cenipa são: 1º- perda de controle da aeronave, 2º- falha do motor e 3º- colisão em voo.
A perda de controle, seja em voo ou em solo, é apontada como a ocorrência mais frequente, representando 33% do total. Este percentual corresponde a 204 casos no total de 617 acidentes que tiveram causas apuradas pela Aeronáutica.
Já a falha do motor em voo representa 24% do total, número correspondente a 147 casos.
E por fim, os acidentes provocados por colisão em voo são responsáveis por 10% do total, com 63 casos. As colisões em voo, entretanto, parecem bem mais frequentes, pois em relatório específico sobre colisões com animais, o Cenipa aponta 1.739 ocorrências do tipo. Mais de 90% são de choques com aves, como o quero-quero e o carcará.
Além destas três principais causas, que juntas correspondem a 67% do total, a Aeronáutica lista mais outros 50 tipos de ocorrências, que respondem por 33% do percentual restante.
Outra causa também frequente é a pane seca, ou seja, a falta de combustível nas aeronaves, falha humana, condições de tempo e do aeroporto.

terça-feira, agosto 26, 2014

"O mistério continua",,, (Vasp)

    MAIS UM CASO ENIGMÁTICO
Há muitos casos interessantes envolvendo aviões comerciais e OVNIs - (Objetos Voadores Não Identificados) Alguns destes acontecimentos  tornaram-se clássicos  na Ufologia Brasileira e até mundial, ocorrido com um avião da extinta VASP, no dia 8 de fevereiro de 1982, o famoso Voo 169
Era alta madrugada quando a tripulação do Boeing 727 que fazia a rota Fortaleza (CE) para São Paulo deparou-se com um objeto brilhante do lado esquerdo as aeronave. O comandante Gerson Maciel de Britto, um experiente piloto que acumulava 26 mil horas de voo à época, logo contatou o Controle de trafego Aéreo (Cindacta), para informar o fato e pedir sua confirmação. O OVNI seguiu o avião da extinta empresa paulista desde de Petrolina (PE) até o Rio de Janeiro. Apesar de o mesmo ter feito uma escala em Belo Horizonte (MG), Britto não obteve do Cindacta em sua primeira tentativa, confirmação da presença daquele intruso na área de sua rota–apesar de outros Boeings voando próximos estarem observando o mesmo fenômeno.No entanto, após alguns minutos, foi o Cindacta que contatou o avião da VASP para informar o comandante que finalmente estava detectando o UFO em suas telas de radar. Ainda assim, Britto não recebeu qualquer informação de como haveria de proceder diante daquela situação.
Segundo ele a cabine de comando foi tomada por uma luz azulada, instante em que a tripulação pode ver bem de perto o perfil do OVNI. O notável neste episódio (caso inédito na casuística ufológica), é que o comandante tentou estabelecer contato telepático com os eventuais tripulantes do estranho objeto. "Quando mentalizava alguma forma de contato, o OVNI aproximava-se e até passava à frente do 727" declarou Britto. "Sem, no entanto, colocar em risco a segurança do voo,"completou.
O comandante também tomou outra atitude inédita num caso deste gênero: acordou e convocou  todos os passageiros a bordo - em torno de cem- a observarem a enigmática nave e testemunharem junto à tripulação o que se passava. O caso teve enorme repercussão nacional e mundial. Um mês depois, o comandante viu ainda outros dois objetos enquanto percorria a mesma rota, porém, em sentido contrário
O Cindacta, entretanto, não registrou nada em seus radares – ou não admitiu tê-lo feito. Ocorrências como as do comandante da VASP, atualmente aposentado, acumulam-se nos arquivos da Aeronáutica Brasileira – a maioria sendo mantida como confidencial.

Depoimentos de pilotos que viram UFOs acompanhando seus aviões crescem de maneira significativa, e quando são relatados estimulam outros profissionais a também virem à público descrever experiências igualmente extraordinárias.

sábado, agosto 23, 2014

---FS---"MARAVILHAS DO BRASIL" - (11)

 PARQUE NACIONAL DO MONTE RORAIMA
Um conjunto imenso e único, cujos  limites ficam 
entre Brasil e Venezuela, prevalecendo a grandiosidade desta obra ímpar da natureza, que deveria  estar figurando entre as "7 maravilhas do Mundo"
  
Um inesquecível por do sol no Parque de Canaima... 
...e o Salto dos Anjos (Venezuela). o mais alto do mundo com 1000 m de queda
Para quem teve o privilégio de conhecer este parque que salvaguarda todo o seu esplendor, culminando com o espetáculo único propiciado pelo Salto de Angel a mais alta queda ´dágua do mundo, não pode aceitar que esse paraíso intacto sob a vigilância constante da própria mãe natureza até hoje não tenha sido lembrado para figurar entre as verdadeiras sete maravilhas da natureza. Será que é porque conhecê-la em toda a sua grandeza, exige muito mais do que ir a Miami para frequentar suas lojas elegantes que oferece a comodidade, bem diferente de apenas alguns com seu espírito de desbravador consegue alcançar este show que a natureza com ou sem público oferece todos os dias.
No século 19 chegaria lá outro inglês, o botânico Everard Im Thum. Este sim, subiu ao cume do Morro e deixou relatórios detalhados de sua expedição, que além de serem publicados na National Geographic, inspiraram o escritor Conan Boyle a escrever "O Mundo Perdido", publicado no início deste século.

quarta-feira, agosto 20, 2014

O GRANDE ACIDENTE- (1a.parte)

        A HISTÓRIA REAL  DO TITANIC, SOBRE A MAIOR TRAGÉDIA DO SÉCULO PASSADO!
Nota: Como de hábito, a cada dia, nosso blog apresenta uma nova e sugestiva matéria. Porém, em virtude do sucesso desta trágica e verdadeira história, excepcionalmente hoje, ela continuará  mantida até as 24h.  

O  momento em que o Titanic iniciava sua primeira e última viagem no dia 10 de abril de 1912, deixando para trás, o cais de Southampton, na Inglaterra, e seguindo para Nova York.
Neste mapa, o roteiro do Titanic previsto para ser coberto em uma semana de navegação. Antes, o gigante aportou em Cherburg na França e Queenstown na Irlanda. Durante os quatro primeiros dias, a viagem transcorreu tranquila, até que na noite de 14 abril aconteceu o que ninguém previa: um iceberg (a cruz no mapa), interrompeu o seu destino. Ao invés de recepção festiva em Nova York, um choque com um iceberg, encerrando sua marcha e provocando-lhe um mergulho profundo nas águas do Atlântico Norte.
Neste tela, o artista plástico Willy Stöwer, procura se aproximar ao máximo possível da tragédia. no qual alguns passageiros aparecem em seus botes, enquanto o Titanic começa a mergulhar a partir da popa. O filme Titanic, produzido em 1997, procurou mostrar ao mundo (mesmo estourando orçamentos), uma imagem mais próxima da realidade, conseguindo com isso conquistar 11 Oscar e o recorde de bilheteria.
Majestoso como os Titãs da mitologia grega e insubmergível como diziam os jornais da época, em 10 de abril de 1912, foi lançado o navio do Titanic, navio da companhia White Star Line para realizar sua viagem inaugural de Southampton (Inglaterra) rumo a Nova Iorque. A previsão para alcançar a cidade americana era uma semana, ou seja no dia 17. Antes de rumar definitivamente para o outro lado do Atlântico, o Titanic aportou em Cherbourg, na França, e Queenstown, Irlanda, onde ainda embarcaram mais passageiros. Considerado símbolo da tecnologia do século XX, o Titanic batia todos os outros grandes barcos dos anos 20 com seu luxo e estrutura. Com 270 metros de comprimento, entre outras coisas, ele tinha campos de squash, piscina, sala escura para fotógrafos e elevadores. O famoso restaurante, chamado de 'Café Parisiense', era decorado ao estilo jacobino, com colunas douradas e objetos de prata finamente fabricados. O barco estava equipado, também, com o sistema Marconi, a mais nova forma de comunicação sem-fios da época. O navio zarpou com 2.227 pessoas a bordo entre homens, mulheres e crianças, sob o comando do experiente capitão Edward Smith (foto), que realizaria sua última viagem antes de se reformar. Os passageiros da terceira classe eram, na maioria, imigrantes que iam para a América em busca de uma chance de trabalho ou fugindo de um passado difícil em seus países. Após a última parada em Queenstown, o navio seguiu viagem pelo Atlântico. Para passar o tempo, alguns passageiros se divertiam dançando ao som da banda, outros faziam apostas sobre a data de chegada a Nova Iorque. A viagem transcorreu calma durante os quatro dias. Mesmo recebendo avisos de outros navios sobre a existência de icebergs pelo caminho, o capitão Smith não se importou e dizia que o navio era grande demais para ser abatido por um iceberg. Ao contrário, a embarcação continuou navegando em sua velocidade máxima (40km/h) porque, além de ser chamado o mais luxuoso e indestrutível, os construtores queriam também que ele fosse considerado o mais rápido. Para tanto, deveria alcançar Nova Iorque em menos de uma semana, tempo previsto. Na noite do dia 14 de abril, o comandante Smith já tinha ido dormir e pedira ao 1º oficial, William Murdock, que assumisse o seu posto e o avisasse de qualquer imprevisto. Por volta de 23h40, o sino do cesto dos vigias tocou três vezes, indicando que algo estava no caminho do Titanic. Murdock conseguiu ver que surgia à frente do navio uma massa escura de gelo. A ordem foi que se virasse ao máximo a estibordo e se fizesse marcha à ré a toda potência. Entretanto, a medida não foi suficiente para evitar o encontro entre o barco e o iceberg. Parte da massa de gelo arranhou o casco da embarcação sob a linha de água, abrindo pequenos cortes e buracos em seis compartimentos estaques da proa, que foram invadidos pela água. Um dos construtores do Titanic, Thomas Andrews, que estava à bordo, calculou os estragos causados pelo choque e constatou que o navio tinha duas horas antes de afundar totalmente. Com a inclinação do navio, todos os compartimentos foram tomados pela água, tornando o naufrágio uma certeza matemática e inevitável. O capitão Smith ordenou aos radiotelegrafistas o envio mensagens de socorro e iniciou os preparativos para que os passageiros abandonassem o navio nos barcos de salvamento. Entretanto, haviam apenas 20 botes que, em sua capacidade máxima, poderiam levar 1.178 pessoas. O número de barcos não foi maior que o de pessoas, porque os donos julgavam que colocar mais deles comprometeria a beleza  e o
conforto do Titanic. O desespero de tentar se salvar fez com que os primeiros botes saíssem sem a sua capacidade total. Apenas 706 passageiros, alguns nesta foto do momento (acima) conseguiram se salvar. Às 2h20 da manhã já no dia 15 de abril, o Titanic submergiu completamente. Os sobreviventes foram resgatados pelo navio Carpathia, da Cunard (que se transformaria na maior rival da White Star Line e a absorveria, tempos depois). (continua...)

O GRANDE ACIDENTE - (continuação)

   O QUE RESTOU DO GIGANTE TITANIC...(Na foto, a parte maior que sobrou do Titanic, a partir da proa)
Em 1986, o oceanógrafo americano Bob Ballard (foto),surpreendeu o mundo ao mostrar as imagens do Titanic naufragado, a 3.658 metros de profundidade no Atlântico Norte, perto da Ilha de Terra Nova, no Canadá. Em seguida,o comando da expedição submarina, a mais tecnológica da História, retornou aos escombros e emergiu estarrecida: grande parte do do tesouro do navio, registrado em fotos e vídeos há 18 anos, desapareceu. Da embarcação de 46.000 toneladas sumiram peças, ornamentos, baús contendo joias e até mesmo uma placa de bronze colocada por Ballard no fundo do mar na primeira expedição. 'Não foi a maré que levou nem o sal que decompôs, foi o homem que arrancou', garantiu ele em entrevista a Revista ÉPOCA. Sinais de arrombamento e ferros retorcidos são provas físicas de que os objetos foram violentamente retirados do navio. 'A ação do homem consegue ser predatória até debaixo d'água', lamentou Ballard.
DEGRADAÇÃO TOTAL: Na (foto abaixo), a proa arqueada pelas marés. O retorno ao transatlântico mostrou também que as forças da natureza vêm colaborando para o fim precoce do Titanic. Os escombros estão em estágio avançado de decomposição, bem mais que o esperado para seus mais de 102 anos de submersão. A causa, além da ação predatória dos homens, seriam microrganismos marinhos ainda desconhecidos. Bob Ballard chegou a essa conclusão depois de comparar imagens atuais com as feitas em 1986. Para isso, o explorador contou com a ajuda de três robôs: o Pequeno Hércules, com 6 câmeras articuláveis de alta resolução; O gigante Argus, conhecido como robô-holofote; e o Grande Hércules (robô-pá), recolheu amostras orgânicas coladas ao casco da embarcação, destinadas a estudos científicos. 'A intenção é entender as condições de um ambiente tão inóspito e desenvolver soluções químicas capazes de retardar a decomposição', explicou.
VIOLÊNCIA: (Na foto ao lado), a cisão no convés, foi causada pelo choque com iceberg gigante. Poucos objetos, resistiram à ação do homem. O retorno ao transatlântico que se chocou com um iceberg, mostrou também que as forças da natureza vêm colaborando para o fim precoce do Titanic. Os escombros estão em estágio de decomposição, bem mais que o esperado para seus 102 anos de submersão. Além da ação predatória dos homens, seriam ainda microrganismos marinhos ainda desconhecidos. Estima-se que tenham sido gastos mais de US$ 900 mil na expedição, que só se tornou viável graças a um sistema de comunicação  poderoso desenvolvido exclusivamente para explorações oceânicas. Preparados por uma empresa de tecnologia da informação, o aparato possibilitou que a expedição fosse acompanhada em tempo real pela internet e pela TV. Mais de 150 mil alunos embarcaram numa aventura virtual a bordo do Hércules, e mais de 1,5 milhão de telespectadores do mundo inteiro assistiram ao vivo, às imagens da descida ao Titanic pelo Canal National Geographic. Considerado pesquisador marinho mais importante da atualidade, Ballard, 65 anos, já liderou 110 expedições ao fundo do mar. Descobriu, por exemplo, as fendas hidro-termais de Galápagos e o encouraçado alemão Bismarck, naufragado durante a Segunda Guerra Mundial. (-fim-)

terça-feira, agosto 19, 2014

"ARQUIVOS ESPECIAIS" (Comportamento)

AGRESSIVIDADE/HOMOSSEXUALIDADE            Afinal, homossexualismo e violência são características hereditárias ou comportamentos adquiridos? Melhor perguntando, a pessoa nasce gay ou criminosa, ou torna-se gay ou criminosa?

A questão rende panos para mangas há muito tempo, mas ganhou especial destaque nos últimos cinco anos, quando foi lançado o projeto internacional de mapeamento do DNA humano, batizado Genoma: desde então, constantemente pesquisadores anunciam a descoberta de genes que seriam responsáveis pelo alcoolismo, a depressão, a criminalidade, a esquizofrenia, mesmo o autismo. Em julho passado, uma equipe do Laboratório de Bioquímica do Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos, liderada por Dean Hamer, anunciou a descoberta de evidências de que o homossexualismo estaria inscrito em um gene do cromossomo X. Publicado na revista Science, órgão oficial da Associação Americana para o Progresso da Ciência, o estudo foi saudado pelos editores como capaz, “eventualmente, de levar a um melhor entendimento das bases biológicas da homossexualidade e da orientação sexual em geral”. A frase, em todo caso, fora precedida pela ressalva “se confirmado".
A esquizofrenia é uma doença mental, provoca alucinações e não tem cura. Mas a tarefa é enorme, quase insuperável. Se um dia conseguir descobrir uma mutação genética comum a todos os doentes que estuda, Valladan terá em seguida de provar que ela não aparece em pessoas não doentes. Todas essas pesquisas revelam evidências, em geral baseadas em dados estatísticos, mas ninguém ainda conseguiu provar que algum desses comportamentos tenha origem exclusivamente genética. Filhos de pais alcoólatras ou violentos podem se tornar também alcoólatras ou violentos por influência do meio em que vivem. Steven Rose, professor da Open University de Londres, especialista em desenvolvimento do cérebro e autor de sucessos literários científicos como A química da vida e Não em nossos genes, defende esse ponto de vista com entusiasmo.

segunda-feira, agosto 18, 2014

"Trágicas estatísticas"

 
Brasil tem uma morte a cada cinco dias por acidente aéreo
Maioria absoluta dos acidentes (43%) ocorre no segmento de aviação geral, ou particular, como era o caso do voo de Eduardo Campos, que concorria à presidência do Brasil, como mostram os gráficos da FOLHA... 
Depois da morte trágica de Eduardo Campos e mais seis ocupantes da aeronave Cessna Citation, ocorrido na cidade de Santos, volta-se as estatísticas que tem sido cruéis no corrente ano. Segundo elas, uma pessoa morre, em média, em acidente aéreo no Brasil a cada cinco dias. 43 desses desastres são ocasionados pela aviação geral ou particular, como era o caso do voo que vitimou o candidato do PSB à Presidência da República, no ultimo dia 13.  As informações são do Cenipa (Centro de Investigação de Acidentes Aeronáuticos), órgão do Ministério da Defesa, que registrou 163 acidentes no ano passado, com 72 mortes. De acordo com o órgão, os fatores que mais contribuíram para os acidentes foram julgamento de pilotagem (as decisões tomadas por cada piloto), falta de supervisão gerencial, planejamento errado de voo, aspectos psicológicos, falha na aplicação dos comandos, indisciplina de voo, manutenção ineficiente da aeronave e inexperiência dos pilotos. Apesar dos  números elevados, o Cenipa saliente que houve queda nos casos de acidentes e mortes em comparação com 2012. Naquele ano ocorreram 178 acidentes  e 78 mortes. “Em comparação com 2012, o número de acidentes da aviação geral caiu 4,6%. Táxi aéreo, 29% e aviação regular (transporte de carreira de passageiros) 50%. Apesar dessa queda,  o segmento aeronáutico tem demonstrado preocupação. “O setor de aviação civil no Brasil, está ameaçado pela falta de uma política pública para o setor” afirmou Humberto Branco , vice presidente da APPA (Associação de Pilotose Proprietários de Aeronaves)          
/* Atualizacao do Google Analytics em 25 de Outubro 2009 */