/* Excluido depois do Upgrade do Google em 25 de Outubro de 2009 Fim da exclusao */

sábado, dezembro 27, 2014

---FS---Revelações da Natureza"

Surpresas que uma cobra pode revelar

Cobras são animais assustadores para a maioria. Mas saiba que são os mais queridos animais na Índia, China e pelos pesquisadores de répteis? Elas são misteriosas e pouco se sabe sobre elas. Isto porque,  ainda não se conhecem todas as espécies do mundo. Ao menos duas novas espécies de cobras são descobertas por ano e seus hábitos ainda são desconhecidos. Algumas coisas estranhas que as cobras podem fazer: (1) - Comer seus filhotes – elas não são canibais por essência, mas podem ser. Se não há alimento, as cobras buscam fonte nutricional o mais perto possível, por isso podem comer seus filhotes logo após o parto. (2) - Também costumam comer outras cobras após uma batalha pela sobrevivência, mas na maior parte das vezes porque estão sem comida. Chegam a pular mais de dois metros de altura. As espécies que fazem isso, são chamadas de cobras voadoras, mas é apenas seu corpo se adaptando para grandes saltos pela necessidade de ataque. Elas fazem isso, para ferir espécies maiores, mas sempre pela sua sobrevivência. Elas pulam de galho em galho através das copas das árvores sem precisar descer até o piso e trocar de casa. Cobras que fazem isso, possuem mais chances de sobrevivência porque são melhores caçadoras. (3) - Incrível: Podem gerar filhotes sem macho - esta descoberta foi recente. Uma cobra em cativeiro nos EUA gerou filhotes sem qualquer presença de macho da sua espécie.  (4) - Alguns animais já podem fazer isso, como os anfíbios, mas com as cobras é algo novo. Isso é uma prova de que a espécie poderia sobreviver e continuar na terra na pior das catástrofes. (5) - Camuflar-se em pedras - Algumas cobras têm nas suas escamas cores de terra e de plantas, e isso as torna quase invisíveis para humanos e outros animais. Sua pele se adaptou ao ambiente e por isso conseguem se esconder muito bem, aumentando suas chances de sobrevivência no mundo selvagem.     

Nenhum comentário:

Postar um comentário

/* Atualizacao do Google Analytics em 25 de Outubro 2009 */