/* Excluido depois do Upgrade do Google em 25 de Outubro de 2009 Fim da exclusao */

quinta-feira, maio 25, 2017

AR-DIÁRIO: "Que tal possuir um carro voador?"


 THE TRANSITION, RÁPIDO, PRATICO e CARO
Para atingir seu objetivo, de colocar no mercado o The Transition, os fabricantes trabalham desde 2006 para colocar no mercado o veículo que é conhecido simplesmente como The Transition. O automóvel é uma espécie de avião pequeno, com uma velocidade de cruzeiro de 160 km/h e movido à gasolina, tornando-se até 30% mais barato de ser abastecido do que aeronaves normais de pequeno porte.
A diferença para os aviões regulares, por assim dizer, é que o The Transition conta com quatro rodas e pode recolher as suas asas sempre que necessário, em questão de minutos. Dessa maneira, quando a pessoa pousa depois do voo, basta apertar um botão e depois ir dirigindo da maneira “normal” até a sua própria casa.
Contudo, transitar entre o céu e a terra não é algo tão fácil assim. Como o veículo é considerado uma espécie de híbrido entre aeronave e um carro, é necessário que você tenha a licença para pilotar nas duas modalidades. Além disso, o preço da novidade não é acessível para maioria, já que, na “pré-compra”, ele custa US$ 279 mil (cerca de R$ 558 mil mil reais), sem impostos.

terça-feira, maio 23, 2017

AR-DIÁRIO - "Um carro revolucionário"

UM CARRO PARA O MOTORISTA VIAJAR DORMINDO
Você se senta no banco da frente, coloca o cinto de segurança, define uma rota e reclina o banco para puxar um cochilo enquanto espera o fim do trajeto. Parece cena de filme, não é? Mas estamos cada dia mais próximos de ver isso acontecer.
As integrações entre carros e inteligências artificiais vêm sendo testadas por fabricantes de veículos e empresas de tecnologia e são muitas as possibilidades. Não se trata apenas do modo autônomo da condução do automóvel, mas da interação, responsável por uma verdadeira revolução na relação que
Você se senta no banco da frente, coloca o cinto de segurança, define uma rota e reclina o banco para puxar um cochilo enquanto espera o fim do trajeto. Parece cena de filme, não é? Mas estamos cada dia mais próximos de ver isso acontecer.
As integrações entre carros e inteligências artificiais vêm sendo testadas por fabricantes de veículos e empresas de tecnologia e são muitas as possibilidades. Não se trata apenas do modo autônomo da condução do automóvel, mas da interação, responsável por uma verdadeira revolução na relação homem-máquina

segunda-feira, maio 22, 2017

AR-DIÁRIO: "Nosso Universo"

 Estamos no Começo do Fim do Mundo?                      O Universo poderia estar prestes a entrar em colapso, e tudo dentro dele – inclusive nós – seria comprimido ao tamanho de uma pequena bola rígida.  De acordo com físicos teóricos, o processo já pode ter começado em algum lugar de nosso cosmos e estar ‘comendo’ o resto do Universo.
O Universo poderia estar prestes a entrar em colapso, e tudo dentro dele – inclusive nós – seria comprimido ao tamanho de uma pequena bola rígida.  De acordo com físicos teóricos, o processo já pode ter começado em algum lugar de nosso cosmos e estar ‘comendo’ o resto do Universo. Este conceito desconcertante foi proposto já há algum tempo, mas agora os pesquisadores na Dinamarca alegam ter provado esta possibilidade, através de equações matemáticas.

A base da teoria é a de que, mais cedo ou mais tarde, uma mudança radical nas forças do Universo irá causar com que cada partícula dentro dele fique extremamente pesada.  Tudo – mesmo um grão de areia, todos os planetas e todas as galáxias – se tornará bilhões de vezes mais pesado do que é agora. A teoria sugere que o novo peso irá esmagar toda a matéria, tornando-a em uma pequena, pesada e super quente bola, fazendo com que o Universo, tal qual o conhecemos, não exista mais.  Este violento processo é chamado de ‘transição de fase’ e é similar ao que acontece, por exemplo, quando a água se transforma em vapor, ou um ímã se aquece, perdendo sua força.

De acordo com a teoria de Higgs, uma transição de fase como esta ocorreu há um décimo de bilionésimo de segundo após o Big Bang, causando uma mudança no tecido do espaço-tempo.  Durante esta transição, o espaço vazio fica repleto de uma substância invisível que agora conhecemos como o campo Higgs.  Algumas partículas elementares interagem com este campo, ganhando energia no processo, e esta energia intrínseca é conhecida como a massa de uma partícula.

Através do uso de equações matemáticas, os pesquisadores da Universidade do Sul da Dinamarca descobriram que o campo Higgs poderia existir em dois estados, bem como a matéria pode existir no estado líquido ou no sólido.  No segundo estado, o campo Higgs é bilhões de vezes mais denso do que os cientistas já observaram.  Se este campo Higgs ultra denso existir, então uma ‘bolha’ deste estado poderia aparecer repentinamente em um certo lugar do Universo, a qualquer momento, similarmente como ocorre quando você ferve a água.  A bolha então expandiria à velocidade da luz, penetrando por todo o espaço, e mudando o campo Higgs do estado que se encontra agora, para um novo estado.  Todas as partículas elementares alcançarão uma massa muito mais pesada do que as que estão fora da bolha, e se atrairiam mutuamente para formar centros de super massa.

sábado, maio 20, 2017

AR-DIÁRIO- "Acidentes incríveis"...

MAYDAY, MAYDAY, CROCODILO A BORDO...Acidentes aeronáuticos geralmente são causados por fatores operacionais, que, geral tendem a se repetir. É muito raro ocorrer um acidente, sem que haja um precedente. Entretanto, por vezes isso pode acontecer, como o que ocorreu há algum tempo            uma aeronave de fabricação checa Let-410 (foto), da empresa aérea congolesa Filair, fazia um voo regional entre Kinshasa e Bandundu, na República Democrática do Congo, completamente lotada. Seus pilotos: comandante belga Philemotte e o copiloto britânico Chris Wilson. O Let-410 - 9Q-CCN envolvido no acidente. O voo transcorreu normalmente, e os pilotos já estavam na aproximação do aeroporto regional de Bandundu, quando crocodilo (foto) subitamente invadiu a cabine de passageiros do avião.
A comissária, apavorada correu para o cockpit, seguida pelos passageiros em pânico, com isso, deslocou o centro de gravidade do avião, fazendo abaixar o seu nariz quando já estava lento e próximo ao solo, totalmente configurado para o pouso. O súbito deslocamento do centro de gravidade surpreendeu os pilotos, que não tiveram tempo para salvar o avião.A aproximadamente mil metros da pista, o Let-410 mergulhou se chocando com uma casa, ficando completamente destruído. Dos 18 passageiros e 3 tripulantes, apenas um passageiro sobreviveu, gravemente ferido. Felizmente a casa estava vazia, no momento do acidente, e não houve vítimas em terra.
Muitas hipóteses foram aventadas sobre a causa da tragédia, mas só a CPTA, uma associação de profissionais do setor aéreo do Congo, teve acesso aos relatórios oficiais e aos destroços e, baseada no testemunho do único sobrevivente, verificou que a verdadeira causa do acidente foi realmente o crocodilo à solta na cabine.
<ACREDITE: o crocodilo foi o único sobrevivente do desastre, mas não escapou de ser morto a facão pelos curiosos e saqueadores que chegaram ao local após o acidente.

quarta-feira, maio 17, 2017

AR-DIÁRIO: "O TERMÔMETRO DO MUNDO"

 ILHA SIGNY, O TERMÔMETRO DO MUNDO
 Na verdade poucos a conhecem, a rigor, ninguém, exceto cientistas interessados no aquecimento global. Ela fica situada próxima à Antártida, e está sendo considerada  um termômetro nas mudanças ambientais. O segredo está nos lagos, cobertos por uma fina calota de gelo, que derrete com facilidade. Assim, percebe-se rapidamente as mudanças do clima. Nos últimos 30 anos, a temperatura média subiu 1,8°C. "O degelo deixou mais luz solar atingir o fundo dos lagos", explica o biólogo Wendy Quayle, da Universidade de Cambridge, na Inglaterra. Isso provocou uma explosão na população das algas- um claro indício do desequilibro causado pelo homem.
A Estação de Pesquisa Signy
Signy foi primeiro ocupada em 1947 quando uma estação meteorológica foi estabelecida na Enseada Factory acima da velha estação baleeira. Foi a segunda base de pesquisa nas Ilhas Órcades do Sul (depois da Base Orcadas argentina em 1903). Em 1955, uma nova cabana, a Casa Tønsberg foi construída no terreno da estação baleeira. Em 1963, foi transformada em um laboratório para pesquisa biológica. Inicialmente operava durante todo o ano e desde 1995/6 a estação tem estado aberta de novembro a abril a cada ano (no verão do hemisfério Sul).

sábado, maio 13, 2017

---FS---:1 MORTE A CADA 4 DIAS"

 Na China, mais um paraquedista morre praticando   wingsuit
 
Este húngaro Victor Kovats, morreu enquanto praticava wingsuit na China
O wingsuit, modalidade que consiste em "voar" após salto com traje especial, acaba de provocar mais uma morte. O paraquedista húngaro Victor Kovats foi encontrado morto no Parque Nacional da floresta de Tianmen, na China, após cair praticando o esporte depois de uma falha em seu paraquedas.O húngaro disputaria o Mundial da modalidade, que será realizado no mesmo local. Ele foi encontrado em um local a cerca de 100 metros de altura na cadeia de montanhas existente na região. 
Os praticantes da modalidade chegam a "voar" a mais de 150 km/h vestidos com o traje que possui espécie de "asa". No Mundial, eles saltarão de uma altura aproximada de 700 metros.

Não é a primeira morte relacionada com o wingsuit. Neste mês até o dia 20, seis mortes na Europa, com praticantes do esporte (ou seja, uma média de 1 morte a cada 4 dias). 

No Brasil, a modalidade não tem regulamentação. O wingsuit pode ser usado em dois tipos de saltos: no paraquedismo comum ou no base jump. A diferença básica entre entre as duas modalidades é a origem – um avião, helicóptero ou outro bólido, no primeiro caso, e uma superfície imóvel, como um prédio ou uma montanha, no segundo.
Não é apenas na Europa que o wingsuit tem gerado controvérsia. O traje especial usado para saltos radicais já virou tema de debate no Brasil, onde ainda é bem menos popular. O principal motivo para isso é a ausência de uma legislação que balize a prática.
No dia 13 de agosto, o wingsuit foi um dos temas abordados em reunião da CBP (Confederação Brasileira de Paraquedismo). Dirigentes de entidades estaduais mostraram preocupação com o crescimento do uso do traje, a despeito da ausência de uma regulamentação.
.

quinta-feira, maio 11, 2017

Avião para quem tem medo de altura

                       
                Chineses constroem avião que voa                      a meio metro de altitude
Cientistas chineses desenvolveram este avião (foto), do tipo asa em efeito solo (WIG: "wing-in-ground") capaz de voar longas distâncias a apenas alguns poucos metros da superfície do mar
Asa em efeito solo
Aviões do tipo WIG exploram um fenômeno conhecido como "efeito solo", que ocorre quando um avião voa muito próximo ao chão. O precursor dos aviões com asa em efeito solo é o Ekranoplan, desenvolvido pela extinta União Soviética durante a guerra fria, que media 100 metros de comprimento e conseguia voar a 400 km/h carregando mais de 400 toneladas de carga.
A uma altura aproximadamente equivalente ao dobro da envergadura de asas, os vórtices existentes na parte posterior das asas, que normalmente causam arrasto, são destruídos. Isto permite que a aeronave viaje muito mais rapidamente através do ar. Graças ao aumento na sustentação, o consumo de combustível é também bastante reduzido. Rápido como avião, seguro como navio
A versão chinesa do WIG, cujo nome não foi divulgado, consegue voar a altitudes entre 0,5 e 5 metros da superfície do mar, alcançando velocidades de até 300 quilômetros por hora e levando 4 toneladas de carga.
"Ele é tão seguro quanto um navio, embora seja seis ou sete vezes mais rápido," afirmou Xu Zhengyu, da equipe de pesquisadores que desenvolveu o avião na Universidade Tongji, em Shangai. "E ele consegue carregar muito mais peso do que os aviões normais, além de custar no máximo a metade e usar metade do combustível."
O pesquisador afirmou que o cronograma da equipe é construir uma versão capaz de carregar

segunda-feira, maio 08, 2017

BRASIL SEM CONTROLE DO DESMATAMENTO
Revista "The Economist:" governo não sabe quem é dono de quê, na AMAZÔNIA
Fotos: (1) - Fogo na mata: O ritmo atual de destruição da Amazônia, é um dos maiores registrados em todos os tempos; (2) - Esta foto ainda percorre o mundo - Índios isolados apontam flexas para o avião, onde se encontra o cinegrafista. Enquanto isso, no Congresso Nacional a prioridade é blindar os maus feitos de políticos inescrupulosos. E, há raros bem intencionados nacionalistas que ainda acreditam que a Amazônia é nossa!
Recente reportagem da revista britânica "The Economist" afirma que é quase impossível para o governo brasileiro controlar o desmatamento e a exploração da Floresta Amazônica. De acordo com a publicação, que apresentou um panorama dos problemas da região, praticamente não há controle sobre a propriedade de terras da Amazônia. "Uma vez que o governo não sabe quem é dono de quê, reforçar qualquer norma é impossível".
Com o título, "Bem-vindo à nossa selva que encolhe" uma revista de Manaus, tenta explicar os motivos que levaram a senadora Marina Silva a deixar o Ministério do meio ambiente e chama seu substituto, Carlos MinC de "hiperativo".
A reportagem termina dizendo que "na prática é quase impossível para o governo impor sua vontade nos limites de seu império, mesmo que quisesse. Há algum tempo,membros de uma tribo foi fotografada recentemente (os índios na foto, encontrados na fronteira com o Peru, depois de 500 anos do descobrimento do Brasil (nunca tiveram contato com a civilização) não são os únicos que não reconhecem a soberania do Brasil na Amazônia".

sábado, maio 06, 2017

AR-FIM DE SEMANA - "Nada como um bom Mergulho"

        Um brasileiro que mergulhou em vários mares do mundo "Silêncio. Trevas. O facho da lanterna de mergulho trespassa a água negra, tateando o caminho ao longo dos recifes. Moluscos e conchas em movimento surgem na luz. Com um som gotejante abafado, bolhas de ar forçam o caminho até a superfície" (Depoimentos do mergulhador amador Lincoln Kirsten  - (foto)
Aproveitando o lado bom de sua profissão, "analista de sistema" Lincoln já viajou muito, e ao preparar a sua mala, pode até se esquecer da sua escova de dente, mas nunca do material de mergulho. Por esse motivo, já realizou inúmeros mergulhos nos mais diversos e exóticos oceanos. E costuma dizer: "Se não tiver mar, mergulho até numa poça dágua. No Brasil já, realizou mergulhos em Paraty, Cabo Frio e no arquipélago de Fernando de Noronha. No exterior: Mediterrâneo, Golfo pérsico (pouco profundo) e no Mar vermelho, onde ja se deparou com um tímido ´squirrelfish`. Neste momento ele já deve estar mergulhando nas águas frias e escuras do Oceano Pacífico. Muito para um mergulhador amador, vidrado em esportes radicais. "Sinto-me em casa embaixo d´água. Gosto da tranquilidade e da ausência de agressividade -- Tenho muito respeito pelo perigo" diz ele, "e só assumo riscos calculados". Os aquários de golfinhos são alvos constantes dos seus descontentamentos. "Qualquer um que tenha visto golfinhos em seu ambiente natural só pode se sentir horrorizado diante de um desses aquários" afirma Lincoln:                                                                                                                                                                                   " O lugar desses animais é na natureza, como nesta foto, que tirei em Fernando de Noronha".É como dizia Chico Anysio na "Escolinha do Professor Raymundo: "Ah! se eu tivesse um filho como esse..."

quarta-feira, maio 03, 2017

AR-DIÁRIO: "A IMPORTÂNCIA DA NOVA ENERGIA"

Motocicleta movida inteiramente por energia solar
                                                
A empresa espanhola Sunred apresentou o projeto completo de uma nova motocicleta elétrica movida inteiramente por energia solar. O desenho impressiona, ficando entre o inovador e o bizarro - quando todas as placas solares estão expostas, a moto fica parecida com um tatuzinho de jardim.
Motor elétrico nas rodas
Para um menor consumo de energia, o motor elétrico da moto solar foi colocado na roda, uma solução que já está sendo adotada nos projetos dos carros elétricos (veja Carros do futuro terão rodas inteligentes). A eliminação do sistema de transmissão, seja por corrente ou por cardã, aumenta a eficiência do conjunto de motorização e diminui o consumo de energia.
Para maximizar a energia capturada, as placas solares formam uma espécie de casulo retrátil. Os painéis solares só podem ser totalmente expostas com o veículo parado, atingindo uma área total de coleta da energia solar de 3,1 metros quadrados.
Moto solar
Os painéis solares totalmente expostos são capazes de capturar energia suficiente para oferecer uma autonomia para a moto solar de 20 km, a uma velocidade de 50 km/h. A empresa não informou a velocidade que a moto consegue atingir captando diretamente a energia solar, já que, para que o piloto se sente, é necessário retrair pelo menos uma das placas.
O controle de energia mereceu um destaque todo especial, com um sistema computadorizado gerando uma multiplicidade de informações. O piloto pode acompanhar tudo, da velocidade à energia disponível nas baterias, por meio de uma tela LCD de 6,4 polegadas, instalada no painel da moto solar.

domingo, abril 30, 2017

---FS---"Automoblismo brasileiro inova"


Chegou a vez do Brasil fabricar um carro elétrico?
        
          O "Seed Green City Car" deverá ter uma autonomia de 100 km.
Bem na hora
Já existem mais marcas de automóveis sendo fabricadas no Brasil do que nos Estados Unidos. Infelizmente, nenhuma delas é nacional.
Mas será que chegou a vez do Brasil produzir um carro não apenas brasileiro, mas também elétrico? Esta é a proposta de uma empresa que parece ter escolhido caprichosamente seu nome: VEZ do Brasil.
A empresa emergente está procurando investidores para colocar em prática o projeto de um carro 100% elétrico.
Elétricos e híbridos
Hoje, apenas China, Japão, Índia e Itália produzem um automóvel 100% elétrico a custos razoáveis.
A proposta de um carro 100% elétrico se diferencia de um automóvel híbrido, que combina um motor de combustão interna com um gerador, um conjunto de baterias e um ou mais motores elétricos.
Já os carros puramente elétricos não possuem um motor a combustão e são integralmente movidos à energia elétrica, geralmente fornecida por baterias ou por células a combustível.

A plataforma Seed será usada para fabricar diversos modelos.
.

sexta-feira, abril 28, 2017

AR-DIÁRIO :"NOVIDADES NO AR"

  Avião supersônico de passageiros
"O desenvolvimento, construção e teste de voo de um X- avião supersônico silencioso será o próximo passo lógico em nosso caminho projetado pela NASA deverá permitir que a indústria decida a abrir as viagens supersônicas para o público," disse Jaiwon Shin, administrador do projeto.
A Lockheed Martin terá 17 meses para terminar o projeto da aeronave com tecnologia QueSST, incluindo o desenho propriamente dito do avião, as exigências de voo e todas as especificações, incluindo validações em túnel de vento, para que o programa possa caminhar para uma fase de protótipo.
A expectativa é que o modelo de teste pilotado possa voar por volta de 2020.

quinta-feira, abril 27, 2017

AR-DIÁRIO:" Record no Espaço"

Peggy Whitson bateu o recorde que era do astronauta Jeff Williams
Uma mulher tornou-se a americana a passar mais tempo no espaço. Na madrugada desta segunda-feira (24), a astronauta Peggy Whitson, de 57 anos, completou 534 dias no espaço ao longo de três missões a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS). Ela bateu o recorde que era do astronauta Jeff Williams.
Peggy não possui apenas esse recorde. A astronauta já detinha as marcas de mulher que passou mais tempo no espaço e a mulher que passou mais tempo fazendo caminhadas no espaço. Peggy Whitson foi ainda, em 2008, a primeira mulher a ser comandante da ISS. No dia 09 de abril, ela passou a ser a primeira mulher a comandar a estação espacial por duas vezes.
Em seu retorno à Terra, Peggy Whitson terá passado mais de 650 dias no espaço. Atualmente ela está nas Expedições 50/51, que começou no dia 17 de novembro do ano passado e segue até o mês de setembro. A primeira vez da astronauta no espaço foi em 2002, quando fez parte da Expedição 5 e participou de 21 pesquisas científicas. Foram 184 dias no espaço.
Em 2008, Peggy participou de sua segunda viagem espacial. Depois ela retornou como comandante da Expedição 16 e ficou no espaço por mais 194 dias.
Apesar de deter o recorde americano de permanência no espaço, a marca mundial é do russo Gennady Ivanovich Padalka, que ficou, ao todo, 879 dias em missões na estação espacial MIR e na Estação Espacial Internacional.
Peggy Whitson recebeu a ligação do presidente norte-americano, Donald Trump, e foi cumprimentada pelo feito. A ligação foi transmitida ao vivo pela Nasa.

terça-feira, abril 25, 2017

AR-DIÁRIO: ' A TRANSBERIANA".

                         A FERROVIA MAIS EXTENSA DO MUNDONo mapa, abaixo, a  Transiberiana em vermelho, e a linha Baikal Amur em verde. Note o lago Baikal entre as duas. Na (foto baixo) a marca do quilômetro 9288, no final da linha, em Vladivostok 
 A ferrovia Transcraniana foi construída entre 1891 e 1916, é uma rede ferroviária conectando a Rússia européia com as províncias russas do extremo oriente. Com 9289 km (5772 milhas) e atravessando 8 fusos horários, é a mais longa ferrovia do mundo. A rota principal é a "linha Transcraniana", que sai de Moscovo para Vladivostok, passando por Nizhny Novgorod no Volga, Perm no rio Kama, Ekaterinenburg nos Urais, Omsk no rio Irtysh, Novosibirsk no rio Ob, Krasnoyarsk no rio Yenisei, Irkutsk perto da extremidade sul do lago Baikal, Chita e finalmente Khabarovsk. (De 1956 a 2001 o trem chegava via Yaroslavl em vez de Nizhny Novgorod). Em 2002 a eletrificação foi finalizada. 30% das exportações russas viajam por esta linha.Uma segunda linha é a Transubstanciara, que coincide com a Transiberiana até Tarskaya, algumas centenas de quilômetros a leste do lago Baikal. De Tarskaya a Transmanchuriana dirige-se para o sudeste, China adentro, terminando seu percurso em Pequim (Beijing). A terceira linha é a Transmongoliana, que coincide com a Transiberiana até Ulan-Ude, na margem oriental do Baikal. De Ulan-Ude a Transmongoliana dirige-se para o sul, em direção de Ulaanbaatar, para depois dirigir-se ao sudeste, em direção de Pequim.Em 1991, uma quarta rota indo mais longe para o norte foi finalmente terminada, depois de mais de 50 anos de trabalhos esporádicos. Conhecida como a linha Baikal Amur (em verde no mapa), esta extensão inicia-se da linha Transiberiana, a várias centenas de quilômetros a oeste do lago Baikal, e passa pelo lago na sua extremidade norte. Chega ao Pacífico a nordeste de Khabarovsk, em Sovetskaya Gavan (i.e., Porto Soviético, também conhecida como Sovgavan, Sovietgavan e, antigamente, Imperatorskaya Gavan, i.e., Porto Imperial). Apesar desta rota dar acesso à sensacional costa norte do Baikal, ela também passa por algumas zonas de acesso restrito.

domingo, abril 23, 2017

AR---FIM DE SEMANA--- MARAVILHAS DA NATUREZA"

  OS CONTRASTES DA FRIA TERRA DO FOGO

A Terra do Fogo (em castelhano Tierra del Fuego) é um arquipélago na extremidade sul das Américas, formado por uma ilha principal (a Ilha da Grande da Terra do Fogo), e um grupo de ilhas menores. Sua superfície total é de 73.753 km² (semelhante ao território da Irlanda), sendo o arquipélago separado do continente sul-americano pelo estreito de Magalhães. A ponta mais a sul do arquipélago é o Cabo Horn, com suas águas sempre revoltas, que já sepultaram muitas embarcações  (foto abaixo)
Em 1881 o território foi dividido entre a Argentina e o Chile. As ilhas têm formação a partir do choque de placas tectônicas marinhas, formando um arco de ilhas, que no caso, são voltadas para sudeste. Essa formação indica a presença de rochas metaforizadas, como por exemplo rochas magmáticas. Somando a isto, a região possui grande instabilidade tectônica, portanto há relatos e estudos sobre atividade de vulcanismo e terremotos.
As localidades mais importantes do arquipélago são Ushuaia, última cidade do hemisfério sul  (na última foto), Rio Grande e Porvenir, as duas primeira na parte argentina e a última na chilena. Também pode ser conhecida com "Deserto da Patagônia".

USHUAIA, A CIDADE MAIS AUSTRAL DO MUNDO

sexta-feira, abril 21, 2017

"ARQUIVOS ESPECIAIS" (Desafiando a morte)

Equilibrista desafia morte em precipícios vertiginosos 
Norueguês Eskil Ronninghbakken e imagens incríveis em locais pitorescos                  'No equilíbrio entre a vida e a morte'.
 
Escadas, motociclos, aros, trapézios e, claro, a indispensável cadeira, elemento essencial para qualquer equilibrista. Nestas fotos Ronningsbakken se equilibra sobre uma pedra e uma rampa, em ambas a 1.000m de altura em Kjeragbolten, na  Noruega. 
É o equilíbrio entre a vida e a morte. É assim que o equilibrista norueguês Eskil Ronninghbakken descreve o seu trabalho. Em suas fotos, de incrível arrojo, ele aparece invariavelmente em cenários belíssimos, normalmente à beira de precipícios que não permitem a menor falha. O artista diz que não quer apenas ficar marcado como uma lembrança na cabeça das pessoas. "O objetivo é mover fronteiras, inspirar e mostrar ao mundo todo que qualquer coisa é possível." Ronninghbakken começou a carreira em um circo e já participou de programas de TV, filmes e eventos promocionais.
Ele agora planeja uma performance no topo do edifício mais alto do mundo, que ainda está em construção na China. A façanha deve acontecer em 2015.
 
/* Atualizacao do Google Analytics em 25 de Outubro 2009 */