/* Excluido depois do Upgrade do Google em 25 de Outubro de 2009 Fim da exclusao */

terça-feira, junho 20, 2017

AR-DIÁRIO:" UMA CAVERNA SAGRADA"

               BATU: CAVERNA SAGRADA DA MALÁSIA 

             Muitos mais do que grandes construções religiosas, os meios naturais é que se consagram como lugares sagrados, intocados, divinos. É o caso das cavernas Batu, na Malásia, um famoso santuário hindu localizado a apenas 13 quilômetros da agitada capital do país, Kuala Lumpur. Atualmente, é um ponto turístico bem conhecida da Ásia, atraindo pessoas do mundo todo.
A enorme formação calcária, de cerca de 400 milhões de anos (sim, leu bem!), abriga três cavernas principais, com nome vindo do rio Batu, que corre pelo distrito de Gombak. A religião hindu foi levada para o local pelos indianos durante a colonização britânica, fazendo com que muitos deles se mudassem para lá. No complexo natural encontraram então o lugar perfeito para cultuar Murugan, o Deus da guerra e da vitória, construindo então um imponente monumento dourado de 40 metros de altura, dedicado a esta divindade.
A caverna maior, conhecida como Catedral, com 100 metros de altura e uma entrada aberta acima, que parece receber luz divina, além de esculturas detalhadas. As duas cavernas menores abrigam mais algumas estátuas sagradas, além de pinturas e memorabílias. Anualmente, cerca de 800 pessoas se reúnem para o Festival Thaipusam, reunindo devotos e curiosos que chegam para assistir as atrações. Os Kavadis, um tipo de fardo, são carregados escada acima, e, provando sua devoção, pessoas os prendem em seus corpos com ganchos perfurados na pele, língua e bochechas, na busca pela graça de Murugan através do sacrifício.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

/* Atualizacao do Google Analytics em 25 de Outubro 2009 */