/* Excluido depois do Upgrade do Google em 25 de Outubro de 2009 Fim da exclusao */

terça-feira, fevereiro 20, 2018

AR>>>FORMULA-1 (1)

IMAGENS ESPETACULARES DA FÓRULA-1, SEM VÍTIMAS FATAIS
EM 1944, UM MAR DE FOGO: Um flagrante impressionante no GP da Alemanha em 1994. A equipe Benneton deixa escapar combustível após abastecer o carro de Jos Verstappen, que virou uma bola de fogo; engolindo piloto e vários engenheiros. O piloto escapou com um pequena queimadura no nariz.
EM 1985,MUITA ADRENALINA EM MÔNACO - O brasileiro Nelson Piquet e o  italiano Ricardo Patrese se chocaram na curva do GP de Mônaco. Ambos escaparam sem ferimentos, apesar de os carro terem se incendiado, e os pilotos ainda se cumprimentarem 
EM 2010, UM VOO NA ESPANHA - No GP da Europa disputado na pista de Valência, o piloto da Red Bull, Mark Webber levantou voo após tocar num adversário. Os restos do carro caíram depois de um choque contra a barreira. Webber escapou com poucos ferimentos.
EM 1990, CARRO PARTE-SE AO MEIO - A Lotus do britânico  Martin Donnelly, quebrou ao meio após se chocar com uma barreira no GP da Espanha, lançando o piloto que ficou estirado na pista. Apesar das imagens impressionantes e muitos ferimentos, o piloto conseguiu se recuperar completamente
EM 2012, UMA LARGADA CAÓTICA - Logo na largada, o GP da Bélgica, ficou marcado por essa imagem impressionante, num choque em que se envolveram os pilotos Romain  Gosjean e Fernando Alonso, entre outros. Apontado com o causador da batida,Grosjean foi punido com suspensão.
EM 1933, DECOLAGEM E RETORNO - O carro do piloto Christian Fittipaldi "decola" após tocar em um adversário na última reta do GGP da Itália. O piloto não só voltou a pista como terminou a prova em 8º lugar.
ESTA E OUTRAS IMAGENS ESTARÃO NA SEGUNDA PARTE DA FÓRMULA 1 QUE VAI MOSTRAR AS MORTES NA PISTA


 
 
 

segunda-feira, fevereiro 19, 2018

AR>>>"SEGURANÇA NO AR"

QUAL AVIÃO É MAIS SEGURO: O GRANDE OU PEQUENO?
                          
Considerado o meio de transporte mais seguro do mundo, o avião ainda causa medo em muitos passageiros. Quando a viagem tem de ser feita em um avião de pequeno porte, esse medo tende a ser maior. Essa preocupação faz sentido?“(foto: Divulgação e texto de Vinícius Casagrande):           
 Não! A manutenção e o treinamento dos pilotos são os fatores principais para garantir a segurança em, qualquer aeronave grande ou pequena.
No caso das aeronaves menores a única diferença é que elas são muito mais sensíveis às condições climáticas do que as maiores. Os jatos comerciais, por exemplo, conseguem pousar com ventos fortes que inviabilizariam a operação de aviões pequenos. Em Resumo: "O AVIÃO CONTINUA SENDO O VEÍCULO MAIS SEGURO QUE EXISTE"

sexta-feira, fevereiro 16, 2018

AR>>>"NOVIDADE EM VEÍCULOS"

  
CARRO MOVIDO A AR CHEGA  ESTE ANO
AO  MERCADO  
O mini-carro é movido por dois cilindros de ar comprimido, em alta pressão, fazem girar uma ventoinha. A partir desta força as rodas do veículo começam a se movimentar.
O Air-Pod, movido a ar comprimido, chega à velocidade de 80 km/h                           Será lançado este ano, na região da Sardenha, na Itália, o AirPod, o primeiro carro do mundo com motor a ar comprimido. Criado pelo engenheiro francês Guy Negre, o veículo ecológico foi apresentado na feira Ecomondo, em Rimini, minicarro é movido por dois cilindros de ar comprimido, em alta pressão, que fazem girar uma ventoinha. A partir desta força as rodas do veículo começam a se movimentar. Para reabastecer estes cilindros, é necessário plugar o AirPod em uma tomada elétrica. O tempo de reabastecimento leva de três a seis horas, com custo total entre cinco e seis euros. A carroceria do carro é feita de plástico, possui cerca de dois metros de comprimento e um metro e meio de largura. O veículo, que pode chegar até a 80 quilômetros por hora, tem capacidade para três pessoas. Além disso, o automóvel terá uma outra versão, menor. Para os interessados em adquirir a novidade, o veículo em seu lançamento custará cerca de 8 mil euros. 

quarta-feira, fevereiro 14, 2018

AR>>>MEMÓRIAS"

Fabricante mundial de aviões, a Boeing também já teve a sua própria companhia aérea. Em janeiro de 1927, de olho em contratos do governo dos Estados Unidos para o transporte de carga dos correios, o fundador da empresa, William Boeing, criou a Boeing Air Transport, com sede em Chicago.
Em maio do mesmo ano, a nova empresa ganhou a concorrência para operar a rota entre San Francisco e Chicago. Na época, o valor pago pelos correios era de US$ 6,36 por quilo de carga transportada. A contratação de uma empresa particular custava metade do que os correios gastavam para fazer o transporte por conta própria.
O primeiro voo oficial da Boeing Air Transport aconteceu em 1º de julho de 1927. Na cerimônia inaugural, a mulher de William Boeing, Bertha, foi a responsável por batizar o avião antes de decolagem.
O ato aparentemente simples causou forte polêmica na época. É que vigorava a Lei Seca nos Estados Unidos, que proibia fabricação, transporte e venda de bebidas alcoólicas. No entanto, a imprensa da época nunca chegou a uma conclusão definitiva se foi usada champanhe ou um tipo de suco de laranja efervescente. Segundo o historiador da Boeing Mike Lombardi, Bertha tinha a convicção de que tinha champanhe em suas mãos.

terça-feira, fevereiro 13, 2018

"ARQUIVOS DE UM REPÓRTER CAI NA FOLIA"

RECIFE E OLINDA, O MELHOR CARNAVAL DE RUA      
O carnaval de Pernambuco é um dos mais conhecidos de todo o Brasil, graças aos famosos carnavais de Recife e Olinda, acostumados a atrair multidões de turistas, que vêm de várias partes do  mundo para aproveitar os dias de folia. A diversidade de ritmos é a marca registrada dos dois carnavais, com a presença de ritmos como maracatu, samba, afoxé e ciranda, mas a estrela principal sem dúvida alguma é o frevo. Pode-se afirmar que em Recife, ocorre o maior carnaval do planeta, entre a festa popular o famoso Galo da Madrugada, que ao longo do seu desfile chega a reunir mais de um milhão de foliões pelo centro da cidade. Diferentemente do carnaval do Rio de Janeiro e de Salvador, o de Recife caracteriza-se pela sua popularidade, onde se pode assistir a quase todos os desfiles e grandes nomes da MPB, e pelo fato de ocorrerem na rua e em diversos bairros ao mesmo tempo, não há monopolização da festa carnaval por certo tipo de música ou desfile. Além de assistir aos artistas, os foliões ainda podem curtir mais de 500 artistas e agremiações.  
Em Olinda (foto), também há multidões de foliões em suas ruas, pois o carnaval também é realizado para que todos possam participar. Além dos ritmos típicos da região, como o frevo, a ciranda, o maracatu e coco-de-roda, um dos grandes destaques da festa é o desfile dos famosos bonecos de Olinda, com mais de três metros de altura, que podem representar celebridades, políticos, pessoas que obtiveram destaque na mídia, presidentes, políticos e alguns personagens regionais. Inclusive há blocos especializados na confecção destes bonecos. Olinda realiza  um dos maiores e mais empolgantes carnavais de todo o mundo, marcado por sua alegria, sua diversidade cultural e rítmica.

segunda-feira, fevereiro 12, 2018

"ARQUIVOS DE UM REPÓRTER CAI NA FOLIA"

BAHIA TEM O CARNAVAL MAIS ALEGRE DO BRASIL! Ivete Sangalo, é uma entre os vários astros e estrelas que abrilhantam o Carnaval Este ano o Carnaval de Salvador promete muito: Será realizado em 10 bairros da cidade e um Camarote do Povo, circuito Barra-Ondina.
 Carnaval de Salvador é a festa mais alegre do Brasil e de maior participação popular Criado e mantido pelo povo, trata-se de uma manifestação espontânea e livre, onde o carnal, o lúdico e o físico se misturam com a emoção e a ginga dos baianos que conseguem renovar a folia a cada ano. O som eletrizante do trio é a deixa para que nos três circuitos (Osmar (Avenida), Dodô (Barra-Ondina) e Batatinha (Centro Histórico)  É uma verdadeira explosão de alegria. Os blocos afro, com seus tambores e o som orientalizado dos afoxés são um contraponto para essa festa plural – rica de ritmos, estilos e manifestações artísticas –  O Carnaval de Salvador atrai multidões.
Resultado de imagem para carnaval na baia
São mais de dois milhões de foliões – (baianos e turistas) e cerca de 227 entidades (16 afoxés, 41 afros, 15 alternativos, 45 blocos de trio, 03 especiais, 02 de índios, 07 infantis, 17 pequenos grupos, 33 de percussão, 06 orquestras, 12 de travestidos e 30 trios independentes) cadastradas na Emtursa – Empresa de Turismo S/A, que organiza a festa. A Cidade do Carnaval ocupa uma área de 25 quilômetros, abrigando camarotes, arquibancadas, postos de saúde, postos policiais, além de toda uma infraestrutura especial montada pelos diversos órgãos municipais, estaduais e federais. Nos seis dias, como nos remete a própria marca da festa, “O coração do mundo bate aqui”. E Salvador recebe gente de todo o estado da Bahia, de todo o país e dos quatro cantos do mundo que se unem numa mesma emoção. Este ano, a folia baiana voltará a contar com suas grandes atrações: Ivete Sangalo cantando num Trio Elétrico. Em Salvador a folia também começou bem antes do carnaval, nos bailes, ensaios dos tradicionais blocos afros e dos Afoxés. Além da tradicional festa na rua, onde as pessoas cantam e dançam dentro de grandes circuitos fechados que ocupam as principais ruas da cidade, na Bahia, especialmente em Salvador, é comum o uso de trios elétricos, gigantescos carros de som que contam com a participação de músicos famosos como Gilberto Gil, Caetano Veloso, Ivete Sangalo, Daniela Mercury, Claudia Leite, Anitta e outros destaques, além de bandas profissionais, como Chiclete com Banana, Asa de Águia, Olodum e muitos outros. O carnaval baiano praticamente é uma indústria cultural a parte. Não envolve apenas a festa de carnaval, em si, mas também as micaretas, "carnavais" fora de época, que contam com a presença dos trios elétricos tradicionais.

domingo, fevereiro 11, 2018

"ARQUIVOS DE UM REPÓRTER CAI NA FOLIA"

2018
NO RIO, O MAIOR CARNAVAL DO PLANETA
                                                     A HISTÓRIA DO CARNAVAL CARIOCA
Em finais do século XVIII, o entrudo (como era inicialmente chamado) era praticado por todo o país, e consistia em brincadeiras e folguedos, variando conforme os locais e os grupos sociais envolvidos. As primeiras tentativas de civilizar a festa carnavalesca brasileira foram através da importação dos bailes e dos passeios mascarados de Paris. Em finais do século XIX, toda uma série e grupos carnavalescos ocupavam as ruas do Rio de Janeiro, servindo de modelo para as diferentes folias. Nessa época, esses grupos eram chamados indiscriminadamente de cordões, ranchos e blocos. Em 1899 Chiquinha Gonzaga compôs a primeira música especificamente para o Carnaval, "Ô Abre Alas!". A música havia sido composta para o cordão Rosas de Ouro que desfilava pelas ruas do Rio de Janeiro durante o carnaval. Os foliões costumavam frequentar os bailes fantasiados, usando máscaras e disfarces inspirados nos "balls masqués" parisienses. As fantasias mais tradicionais e usadas até hoje são as de Pierrot, Arlequim e Colombina, originárias da Comédia Dell’arte italiana. Em 1890, e por algumas vezes antes, foi tentada uma modificação na data do Carnaval, deslocando-o para os meses do inverno, "para evitar os malefícios do verão escaldante". Contudo, nenhuma tentativa teve sucesso
Resultado de imagem para carnaval no rio
No Rio de Janeiro o carnaval moderno surgiu a partir da primeira metade do século XIX com a importação, pela elite carioca, da moda dos bailes parisienses. A absorção do carnaval burguês pela festa desorganizada das ruas da cidade acabaria por fazer surgir uma folia de feições próprias que, a partir das primeiras décadas do século XX se tornaria um dos elementos da identidade nacional.
/* Atualizacao do Google Analytics em 25 de Outubro 2009 */