/* Excluido depois do Upgrade do Google em 25 de Outubro de 2009 Fim da exclusao */

segunda-feira, setembro 25, 2017

"A Fúria da Natureza..."


KRAKATOA, O INFERNO DE JAVAImagens: (a) - Antes de 1883; (b) - Depois de 1883; (c) - Depois de 1927.e (d) imagem atual de 2 ilhas
A ilha de Krakatoa, localizada no estreito de Sonda, entre as ilhas de Sumatra e Java, na Indonésia, reduziu para um terço de seu tamanho, quando o vulcão do monte Perboewatan, supostamente extinto, entrou em erupção no dia 27 de Agosto de 1883. A sucessão de erupções e explosões durou 22 horas. O saldo foi de 36 mil mortos. A sua explosão jogou poeira e fumaça a aproximadamente 27 km de altitude e foi ouvida a mais de 5.000 km, na ilha de Rodriguez, tendo os habitantes ficado surpreendidos a enorme explosão. O barulho chegou também até Constantinopla, na Turquia, Austrália, Filipinas e Japão. Acredita-se que o som das explosões reverberou pelo planeta ao longo de nove dias, e os efeitos atmosféricos da catástrofe, circundando o globo, deram lugar, durante vários meses, a estranhas transformações no nascer e pôr do Sol.
É considerada a erupção vulcânica mais violenta dos tempos modernos. A cratera do vulcão era monstruosa: possuía aproximadamente 16 km de diâmetro. O vulcão não parou de cuspir lava e houve ainda outras erupções durante todo o ano. Antes da erupção, a ilha possuía quase 2 mil metros de altitude, mas após a erupção, a altura reduziu-se tendo se formado um lago na cratera do vulcão, onde vivem várias espécies de plantas e pássaros.
Atualmente, na região da cratera, há uma nova formação rochosa em andamento chamada Anak Krakatoa (filho de Krakatoa), que já possui mais de 300 metros de altura, sendo que a cada ano aumenta em 5 metros aproximadamente. Todas as formas de vida animal e vegetal da ilha foram destruídas. Por causa das explosões, vários tsunamis ocorreram em diversos pontos do planeta. Perto das ilhas de Java e Sumatra, as ondas chegaram a mais de 40 metros de altura.
 

domingo, setembro 24, 2017

"Assustadoras criaturas das profundezas"



Imagem do peixe "diabo negro do mar"
O peixe-diabo negro (Melanocetus johnsonii) é uma espécie de peixe encontrada em todos os oceanos. Costumam viver em profundidades que variam entre 100 e 2 mil metros e são capazes de atrair suas presas com uma falsa isca.    
Na foto um raro exemplar de peixe-diabo negro, o Melanocetus johnsonii, de aproximadamente nove centímetros, filmado a uma profundidade de 600 metros no cânion submarino de Monterrey, na Califórnia
Cientistas do Instituto de Pesquisa do Aquário de Monterrey, na Califórnia, conseguiram filmar este raro exemplar do misterioso "diabo negro do mar", uma espécie de peixe abissal conhecida pelo nome científico Melanocetus johnsonii.
Segundo os pesquisadores da instituição, esta foi a primeira vez que este estranho e pequeno animal foi filmado em seu habitat natural. O peixe pode chegar a viver em uma profundidade de até 3 mil metros.
O exemplar filmado é uma fêmea de 9 centímetros que se encontrava a cerca de 600 metros da profundidade no cânion submarino de Monterrey, na costa californiana.
O "diabo negro do mar" tem uma antena que se ilumina graças a bactérias bioluminescências, o que o ajuda a atrair suas presas. Elas acabam atraídas para suas temidas mandíbulas, repletas de dentes afiados.
As fêmeas podem medir até 20 centímetros, enquanto o macho é dez vezes menor e não pode sobreviver sozinho - ele se acopla à companheira como um parasita.
Para os que assistiram ao filme Procurando Nemo, da Disney/Pixar, este peixe é conhecido: ele aparece em uma cena perseguindo os protagonistas do desenho animado

quinta-feira, setembro 21, 2017

AR-DIÁRIO- "O incrível mundo animal"

OS INCRÍVEIS ANIMAIS ALPINISTAS
Inacreditável:Acompanhada por um filhote, uma fêmea de íbex-dos-alpes, uma espécie de cabra selvagem que vive nas montanhas dos Alpes europeus, desce por pedras por uma encosta de inclinação de 80 graus, rumo ao lago Cingino, na Itália, a 2200 metros de altitude. Durante os dias quentes o íbex-dos-alpes procura lamber o sal que escoa nas paredes de pedra
A Cabra-íbex, dos Alpes é uma espécie de mamífero bovídeo caprino, em estado selvagem na Europa. Esta espécie habita as regiões montanhosas dos Alpes, em zonas de vegetação esparsa.
Os machos do íbex-dos-alpes atingem cerca de 1 metro de altura e 100 kg de peso e apresentam cornos longos e encurvados que podem medir até 1 metro. As fêmeas são menores, em torno de metade do tamanho dos machos, e não possuem cornos. Os sexos vivem em separado, em manadas de machos e fêmeas com crias, e só se juntam na época de reprodução que decorre no Outono. As crias nascem geralmente em maio. Como resultado de caça excessiva e vários conflitos armados na região, o íbex dos Alpes quase se extinguiu no início do século XIX. Em 1816, os últimos animais que viviam na área de Gran Paradiso foram protegidos, mas a caça furtiva continuou. A situação da espécie degradou-se até 1854, quando o rei Vítor Emanuel II da Itália colocou os últimos exemplares sob a sua proteção pessoal. A população recuperou, graças a esforços de conservação e programas de reprodução em cativeiro, e foi reintroduzida na natureza. Atualmente existem cerca de 30 mil exemplares, não sendo considerada uma espécie ameaçada.

quarta-feira, setembro 20, 2017

AR-DIÁRIO: "Caprichos da Natureza"

                  Flor-cadáver
ESTA RARA E BELA FLOR, É CHAMADA DE FLOR CADÁVER
Saiba por que?
O jarro-titã, conhecido como cadáver é a espécie que produz o que se considera a maior inflorescência do mundo (apelidada de espádice). Quando desabrocha, a inflorescência chega a atingir três metros de altura e pode pesar até 75 quilos. Na realidade, apesar de ser por vezes considerada a maior flor do mundo, produz uma inflorescência, pelo que a maior flor de fato é a Rafflesia arnoldii, nativa do mesmo continente. Os florescimentos são raros porque a planta é muito difícil de cultivar, incluindo em condições ideais.
Quando da floração, exala um forte odor que atrai insetos.
Começa sua vida como um pequeno tubérculo, então solta uma única coluna afiliada que cresce furiosamente, até 16,6 centímetros por dia.
Essa planta tuberosa, cultivada em diversos jardins botânicos, permanece endêmica somente às florestas tropicais do oeste de Sumatra, uma ilha da Indonésia, no Oceano Índico, onde é conhecida como "flor cadáver". Este nome pode derivar do cheiro mau cheiro que exala.
Quem a descobriu foi o botânico italiano Odoardo Beccari, em 1878.
Seu nome científico Amorphophallus titanum significa: gigante sem forma.
Pode viver até 40 anos, mas só floresce duas ou três vezes em sua existência.
Fonte: Wikipédia

AR-DIÁRIO - OS 9 AEROPOTOS DE RISCO"



Top 9 Aeroportos mais perigosos do mundo
# 1º Aeroporto de Osaka no Japão

 

 #2. Aeroporto Internacional da MadeiraMadeira, Portugal


#3. Aeroporto Internacional Don Mueang

Bangkok, Tailândia

#4. Ice Runway

Antártica

#5. Aeroporto de Congonhas                                                                                    São Paulo Brasil


#6. Aeroporto Internacional Courchevel

Courchevel, França

#7. Aeroporto Internacional Princess Juliana

Simpson Bay, Saint Maarten

#8. Aeroporto Svalbard,                                                                                     Noruega


#9. Juancho E. Yrausqui                                                                                          Saba, Antilhas Holandesas



segunda-feira, setembro 18, 2017

AR-DIÁRIO- "A FÚRIA DA NATUREZA"

Brasil indiferente, mesmo estando na rota dos tornados
Os tornados que atingem o Sul do Brasil e São Paulo nem de longe costumam surpreender os estudiosos do assunto. Apesar de não ser um evento meteorológico tão raro, não há no país sistemas de detecção e alerta para evitar a perda de vidas ou danos materiais.     Estudo do geógrafo Daniel Cândido mostra que tornados assolam sobretudo os quatro Estados mais ao sul. De 1990 a 2014, acredite, ocorreram 249 em todo o país. Por volta de 70% deles atingiram cidades de Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo."E com a crescente urbanização, existe uma tendência de que mais tempestades, e tornados, sejam registrados na região", diz Cândido, doutor com o tema pela Unicamp. Apesar de Cândido defender que o Brasil tenha um sistema eficiente de detecção de tornados, isso não é um consenso entre os especialistas. O custo seria bilionário  (bem mais do que a construção arenas para a Copa). "É utópico", diz Alexandre de Aguiar, da Metsul, empresa privada de Porto Alegre. Um dos maiores especialistas em tornados do Brasil, Ernani Nascimento, da UFSM, também vai nessa linha. "O mais importante seria fazer um sistema eficiente contra deslizamentos e enchentesPara citar um exemplo recente, a cidade de Taquarituba, a (328 km de São Paulo). foi atingida por um furacão que passou com uma velocidade aproximada de 140 km/h, danificando cerca de 500 casas e indústrias em todo o município. Além de seis bairros, o centro da cidade também foi atingido. Duas pessoas morreram e 66 ficaram feridas, no total. O tornado ainda danificou a rede de eletricidade e de telefonia.

sábado, setembro 16, 2017

AR-DIÁRIO: "Tudo ainda é um enigma..."


 MUNDO MISTERIOSO
A cadeia de TV mexicana, Televisa, monitora qualquer atividade diária em torno da caldeira do vulcão, que fica a cerca de 40 km, ao sul da cidade do México.
Estas imagens divulgadas pela rede de televisão mexicana Televisa, foram capturadas recentemente. numa madrugada e mostra dois objetos sobrevoando a caldeira do  vulcão. Os relatos de OVNIs na região do vulcão são frequentes. Porém o mais incrível é que a própria Televisa já havia publicado (em 2013 ) um outro vídeo misterioso com um objeto luminoso entrando na cratera do vulcão Popacatépet como mostra a foto abaixo.
Segundo especialistas entrevistados pela reportagem, o OVNI (Objeto Voador Não Identificado) parece ter um quilômetro de comprimento por 200 metros de largura.
Uma astrônoma entrevistada descartou que o objeto seja uma parte do vulcão que foi expelida ou mesmo um meteorito, pela falta de um rastro de luz.  Ela ainda afirma que este pode ser um fenômeno natural, embora seja muito estranho.
Um OVNI não é necessariamente uma nave extraterrestre. Trata-se de um Objeto Voador Não Identificado, que tanto pode ser uma aeronave terrestre um fenômeno do espaço, como a queda de um meteorito ou até um Disco Voador. Só o tempo dirá...

quinta-feira, setembro 14, 2017

AR-DIÁRIO - "NO MÉXICO"...


O ESTÁDIO COM VISÃO MAIS BONITA DO MUNDO 
 É comum estádios esportivos serem elogiados por sua arquitetura em geral, pelo estilo do lado externo ou pela modernidade de suas instalações. Mas um estádio no México tem um atrativo que poucos "concorrentes" oferecem: uma visão bonita e marcante para quem está dentro do complexo. A paisagem é um benefício do estádio BBVA, situado em Guadalupe, na região metropolitana de Monterrey, o estádio casa do Monterrey, foi construído em parceria com o grupo FEMSA e é novo, foi inaugurado há dois anos. E sua localização faz dele um palco esportivo diferente.
O BBVA Bancomer está "aos pés" do Cerro de La Silla, uma das montanhas mais famosas da região e cujo topo está a quase dois mil metros de altitude. Mais do que a altura da montanha, no entanto, é sua posição em relação ao estádio chama a atenção.
Do setor atrás de um dos gols, a montanha "domina" o cenário acima do estádio, fazendo com que o palco esportivo pareça bem menor. A capacidade da casa do Monterrey é de 53 mil pessoas, podendo chegar a 70 mil em shows e grandes eventos no gramado.

[ x ]
Por se tratar de uma construção nova, o estádio é multiuso e também tem uma arquitetura moderna, figurando frequentemente entre os mais bonitos do mundo em eleições de publicações europeias e norte-americanas.
Cobertura futurista, para mais de 300 camarotes, sete vestiários, campo de aquecimento e 900 telas de TV são algumas das características do estádio que custou cerca de US$ 200 milhões. Mas é a montanha que dá um toque especial ao BBVA 
/* Atualizacao do Google Analytics em 25 de Outubro 2009 */