/* Excluido depois do Upgrade do Google em 25 de Outubro de 2009 Fim da exclusao */

sexta-feira, dezembro 15, 2017

AR>>>"KJERAGBOLTEN- NORUEGA"

Rocha presa em fenda a 990 metros de altura faz sucesso em fotos radicais                                                                   Localizada na Noruega, a pedra de Kjeragbolten ganhou fama com um viral em 2006 e desde então, se transformou num badalado point de fotos dos aventureiros. A enorme rocha está presa 'naturalmente' numa fenda entre as montanhas Kjerag
Localizada a 990 metros de altitude, a rocha está 'encaixada' entre dois paredões de arenito que a equilibram sem nenhuma ajuda extra
O local que foi formado durante a última Era Glacial e possui uma vista ímpar do fiorde de Lysefjord, que é considerado um dos principais pontos turísticos da Noruega
O local que foi formado durante a última Era Glacial possui uma vista ímpar do fiorde de Lysefjord, que é considerado um dos principais pontos turísticos da Noruega
Existem lugares que a natureza cria especialmente para os corajosos e a pedra de Kjeragbolten com certeza está nesta lista radical. A rocha está localizada numa fenda das montanhas gêmeas Kjerag que são as mais altas da região de Lysebotn, na Noruega. Com 5 m³ de volume, a pedra ficou presa após um desmoronamento na região há milhares de anos, porém nos últimos tempos ela ganhou um destaque extra. O lugar se transformou num disputado ponto para fotos incríveis entre os aventureiros que chegam ao topo da montanha.
Localizada a 990 metros de altitude, a rocha está 'encaixada' entre dois paredões de arenito que a equilibram sem nenhuma ajuda extra. A enorme pedra parece que irá se soltar e cair a qualquer momento, mas nem isso afasta os aventureiros que posam para as fotos sem nenhum tipo de proteção. O local que foi formado durante a última Era Glacial possui uma vista ímpar do fiorde de Lysefjord, que é considerado um dos principais pontos turísticos da Noruega. A região também é famosa por ser um tradicional ponto de encontro de 'Base Jumping', que é quando a pessoa pula de paraquedas a partir de uma base fixa.
O penedo que permanece estável há milhares de anos ganhou notoriedade apenas em 2006, quando um viral chamado "Onde está Matt?" se espalhou pela internet mostrando o viajante Matt Harding dançando freneticamente sobre a rocha. Desde então, milhares de turistas percorrem a longa e cansativa trilha até a Kjeragbolten em busca de uma foto para publicar em suas redes sociais. Em períodos de férias, a fila de espera por um clique na Kjeragbolten chega a durar mais de uma hora

quarta-feira, dezembro 13, 2017

AR>>>"A VIAJEM PARA A COPA"

   VÔO DIRETO PARA A RÚSSIA NA COPA ?         
    NÃO EXISTE DESDE 2000
 
Os torcedores brasileiros que forem acompanhar a Copa do Mundo no ano que vem terão de fazer pelo menos uma conexão (troca de avião) em alguma cidade europeia antes de chegar à Rússia. Atualmente, nenhuma companhia aérea tem voos diretos entre os dois países. Mas no passado essa história já foi diferente.
Em 1993, a companhia aérea russa Aeroflot começou a operar voos regulares entre Moscou e São Paulo. Inicialmente, o voo era operado com um avião do modelo Ilyushin IL-62 e precisava de uma escala de reabastecimento em Salvador (BA).
No ano seguinte, o avião utilizado passou a ser o Ilyushin IL-96-300, que permitia fazer voos diretos entre Moscou e São Paulo. Assim, a escala em Salvador foi cancelada.
A presença da Aeroflot no Brasil, no entanto, não durou muito tempo. Os primeiros rumores do fim das operações da companhia aérea russa no Brasil começaram a surgir em 1998. No ano seguinte, a empresa paralisou suas operações no Brasil por alguns meses. Quando os voos foram retomados, passaram a ter escala em Túnis, na Tunísia. No ano 2000, a Aeroflot abandonou o Brasil em definitivo.
AQUI O BRASIL ESTRÉIA NA COPA DA RÚSSIA
  
Rostov Arena, palco da estreia do Brasil na Copa do Mundo de 2018
Rostov Arena, será o palco da estreia do Brasil na Copa do Mundo de 2018  contra a Suiça  
Com capacidade para 45 mil espetadores, o palco é o mais próximo de Sochi - cerca de 600 km - e ainda está em fase final de construção. A cidade, Rostov-on-Don, tem 1 milhão de habitantes, e será a sede da nossa seleção durante a Copa.
 

segunda-feira, dezembro 11, 2017

AR>>>"ARISCAM A VIDA PARA SALVAR OUTRAS"

 O O avião que entrou no olho do furacão Irma  
                 O fenômeno meteorológico é o mais potente já registrado no oceano Atlântico até hoje
 
Dois aviões sobrevoaram o interior do furacão Irma e conseguiram captar essas imagens impressionantes. As aeronaves, que pertencem à NOAA (Administração Nacional Oceânica e Atmosférica), têm como objetivo controlar e informar sobre as condições atmosféricas e o estado dos oceanos. A subdivisão NOAA Hurricane Hunter (caçadores de furacão), que tem um centro de operações na Flórida
conta com uma frota de aviões de tamanho reduzido que pode entrar nos epicentros dos furacões e identificar possíveis perigos. Foram exatamente eles, através de uma conta no twitter, que publicaram este vídeo nas redes sociais. O Irma alcançou numa quarta-feira o nível cinco – a categoria mais alta na escola Saffir Simpson –, o que o coloca como o maior furacão já registrado no oceano Atlântico.                                        No olho do Furacão Irma, avião entra (fotos) no maior desafio para o ser humano

sexta-feira, dezembro 08, 2017


JOVEM CAI DA FAMOSA PEDRA DE "TROLL" NA NORUEGA
O acesso é possível nos meses mais quentes, geralmente entre junho e meados de setembro, quando não há neve. Projetada sobre um abismo, a pedra de Trolltunga – ou “Língua de Troll”, um ser da mitologia nórdica -- fica 700 metros acima do lago Ringedalsvatnet, na Noruega. O trajeto até ela dura de oito a dez horas, contando ida e volta. Quem encara a aventura consegue apreciar um belo cenário, com o A pedra de Trolltunga, na Noruega (aqui em foto de arquivo), é cenário para várias fotos de turista
Kristi Kafcaloudis (Foto: Reprodução/facebook/Kristi Kafcaloudis)'Tragédia anunciada'
 Um operador de turismo local disse ao jornal "The Australian" que a tragédia envolvendo Kristi era anunciada. Segundo ele, o movimento na pedra é cada vez maior, em especial por causa do "turismo de redes sociais" – que leva pessoas com pouco preparo a terrenos perigosos e a encararem trilhas exaustivas para tirar fotos e compartilhar na internet.
"Nos últimos anos também começaram a chegar pessoas com barracas que querem ver o sol nascer e se pôr, e pessoas bebendo e andando na pedra", disse esse operador, sem se referir especificamente ao caso da australiana, de 24 anos, que despencou quando fazia uma caminhada 
A jovem australiana Kristi Kafcaloudis caiu da famosa pedra Trolltunga, na Noruega, e morreu no último fim de semana. Ela tinha 24 anos e estudava na Universidade de Bergen. Kristi caiu quando fazia uma caminhada com amigos, segundo comunicado da mãe divulgado pelo site australiano "Sunshine Coast Daily".
Projetada sobre um abismo, a pedra de Trolltunga – ou “Língua de Troll”, um ser da mitologia nórdica -- fica 700 metros acima do lago Ringedalsvatnet, na Noruega. O trajeto até ela dura de oito a dez horas, contando ida e volta. Quem encara a aventura consegue apreciar um belo cenário, com o lago e as montanhas em volta.(Foto: Reprodução/facebook/Kristi Kafcaloudis)

quarta-feira, dezembro 06, 2017

AR>>> "ENÍGMAS"

    MISTERIOSOS  CÍRCULOS  NAS  PLANTAÇÕES                    Os Círculos nas Plantações são padrões geométricos que vêm surgindo em plantações de cereais em todo o mundo desde o fim da década de 70. Embora o fenômeno se concentre na Inglaterra - dois terços dos círculos foram descobertos em campos ingleses - estas formações já foram observadas em vários outros países, como EUA, França, Japão, Canadá, Holanda, Hungria e Rússia. O nome do fenômeno se encontra um tanto envelhecido pelo tempo, pois nem todas as formações conhecidas são circulares nem apareceram exclusivamente em plantações, já tendo sido observadas sobre neve, areia e sobre a superfície de lagos congelados. 80%, deles foram produzidos no Sul da Inglaterra em uma área denominada "Triângulo Místico", composto pelos sítios de Stonehenge, Avebury e Glastonsbury. Este fato, já bastaria para conferir ao fenômeno uma atmosfera mística, mas, além disso, é muito freqüente estarem associados à descoberta dos círculos de sons estranhos, luzes coloridas e aparição de OVNIS. Os círculos nos campos permaneceram um mistério sem pistas até 1991, quando dois aposentados ingleses, Doug Bower e Dave Chorley, admitiram ter feito mais de 250 círculos desde 1978. Se para a mídia e para os cientistas em geral o mistério pareceu resolvido, a maioria dos cerealogistas (como são conhecidos os investigadores dos círculos) não se deram por satisfeitos com a declaração de Doug e Dave. Declararam ser impossível que dois senhores de idade pudessem ter feito círculos de tamanha engenhosidade e enganado todos os investigadores durante mais de uma década. Acusaram os aposentados de contradições em suas declarações e afirmaram categoricamente que aquilo não passava de uma bem orquestrada armação de orgãos internacionais (mais precisamente um conluio entre a CIA, o MI-5, o serviço secreto alemão e o Vaticano), para desestimular a busca pela verdade sobre os círculos e desmoralizar os estudiosos. Para os cerealogistas a declaração de Doug e Dave, longe de encerrar o caso, tornou-o mais interessante, pois agora havia provas que forças ocultas estariam tentando esconder a verdade do público. Atualmente os pesquisadores já contam mais de 10.000 círculos observados desde meados de 1970 (outra estatística que varia bastante de acordo com o critério de contagem). De lá para cá, os círculos se tornaram maiores, mais complexos e se espalharam pelo mundo. Atualmente o fenômeno vive um momento só comparável ao início da década de 90. O filme "Signs" ("Sexto Sentido"), lançado em 2003, provavelmente fizeram pelos círculos nas plantações o que os incontáveis filmes de alienígenas verdes fizeram pelos UFOs: calou fundo no imaginário coletivo. Hoje o assunto anda meio esquecido, mas o mistério não!

terça-feira, dezembro 05, 2017

AR-DIÁRIO - "FIM DO MUNDO COM DATA MARCADA?"...

8 previsões de Stephen Hawking sobre o fim do mundo  
O fim do mundo é certo, segundo o físico inglês Stephen Hawking, uma das mentes mais respeitadas da ciência. Ao longo de seus 75 anos de vida, o cientista, que sofre de esclerose lateral amiotrófica (uma doença degenerativa que enfraquece os músculos do corpo).
É responsável por contribuições fundamentais ao estudo dos buracos negros HAWKING ocupa cadeira de ISAAK NEWTON, como professor de matemática na Universidade de Cambridge
 
1- A humanidade tem menos de 600 anos para deixar a Terra Se a humanidade não se tornar uma espécie espacial nos próximos cinco séculos, talvez seja extinta, disse Stephen Hawking, em novembro de 2017, durante a abertura de um evento                    2. Humanidade precisa de "um novo lar" No documentário "The Search for a New Earth", o britânico disse que é imprescindível desenvolver tecnologias que possibilitem a colonização de um outro planeta. 

sábado, dezembro 02, 2017

AR>>>"NOVIDADES NOS CÉUS DO BRASIL"

Brasil testará avião hipersônico em  2020
 
Engenheiros do Instituto de Estudos Avançados (IEAV) de São José dos campos (SP), estão dentro do cronograma para testar o primeiro avião hipersônico brasileiro em 2002.                                                O protótipo, batizado de 14-X, uma homenagem ao 14-Bis de Santos Dumont, terá um motor capaz de levar o avião não-tripulado a uma velocidade de 12 mil quilômetro por hora, ou 3 km por segundo - uma velocidade dez vezes mais rápida que o som.
"Queremos hoje sair do nível laboratorial e dar o grande salto que é para o nível de qualificação em voo dessas tecnologias," afirmou Israel Rêgo, gerente do Laboratório de Aerotermodinâmica e Hipersônica do IEAV.
Os testes iniciais do veículo estão sendo realizados no próprio IEAV, que conta com o maior túnel de vento (T3) da América Latina.
Propulsão hipersônica
A tecnologia de propulsão hipersônica aspirada, que utiliza o ar atmosférico para a combustão, está em desenvolvimento por empresas e agências espaciais dos EUA, Europa e Austrália.
O objetivo do programa brasileiro, chamado Prohiper, é projetar, construir e ensaiar em solo e em voo duas tecnologias: a de uma aeronave - em que é estudado o efeito de sustentação hipersônica (waverider), que permite voar na atmosfera - e a de um motor hipersônico, conhecido na comunidade científica como scramjet.
Ao contrário de um motor-foguete, em que o veículo deve levar a bordo tanto o combustível (hidrazina, álcool, hidrogênio, querosene ou outro) quanto o oxidante (oxigênio), o motor hipersônico usa o próprio ar atmosférico como oxidante para a queima do combustível.
Se parece mais simples, há contudo grandes desafios para viabilizar isto, incluindo o atingimento e a sustentação da pressão na câmara de combustão e a fabricação do avião e do motor com materiais que possam resistir ao atrito provocado pelo voo em Mach 10.
"O grande desafio com relação ao motor é conseguir demonstrar a operacionalidade da combustão hipersônica, que é a fonte de energia para realização do voo," detalhou Rêgo.por hora, ou 3 km por segundo - uma velocidade dez vezes mais rápida que o som.Se parece mais simples, há contudo grandes desafios para viabilizar
/* Atualizacao do Google Analytics em 25 de Outubro 2009 */