/* Excluido depois do Upgrade do Google em 25 de Outubro de 2009 Fim da exclusao */

terça-feira, janeiro 29, 2013


SEXO E A TRADIÇÃO ISLÂMICA
A participação feminina depende do tradicionalismo dos países Afeganistão: Mulher toda coberta com a burca (foto)
A vida com os talebãs é bem pior do que a vida em guerra. Na guerra, ao menos eramos livres. As enfermeiras do hospital de Herat contam que em média 30 mulheres se suicidam todo mês com gasolina (...) "Prefiro a morte", escreveu uma delas, a vida com um homem que não me quer e me bate. A minha vida é uma prisão. Todo o afeganistão é uma prisão."

A vida das mulheres na maior parte dos países islâmicos é muito diferente daquelas que vivem no Afeganistão. Lá, o grupo fundamentalista Talebã assumiu o controle da maior parte do país em 1996, quando proibiu o televisão, o rádio, à internet, e suprimiram das mulheres todos os direitos e garantias individuais, entre eles, os de poder trabalhar, estudar e até de receber tratamento médico.
Em muitos países islâmicos, como Egito, Líbano, Síria e Palestina e principalmente países árabes, onde estive há alguns anos, as mulhers ainda usam véu sobre a cabeça, não podem guiar, são separadas dos homens em eventos sociais e se vestem de preto, numa região excesivamente quente.No entanto, a imagem predominante no Ocidente sobre a mulher islâmica ainda é a de submissão total ao homem. Pesam em favor disso vários fatores. Um deles é o direito de do homem ter até 4 mulheres.Outro,são as citações de submissão do Alcorão. "A melhor esposa é aquela que, quando você olha, sente-se feliz, quando você pede algo, ela obedece, protege seus direitos e guarda sua castidade quando o marido está ausente."
As restrições à situação do sexo feminino na sociedade não fazem parte da doutrina islâmica (como mostra o boxe à esquerda contendo um conceito do Alcorão)
No Irã, mesmos sob a Revolução Islâmica iniciada em 1979, as mulheres tiveram o direito de participar da vida política do país. Em comparação, na Árábia Saudita, onde as relações comerciais e diplomáticas com os países do Ocidente são intensas, as restrições à atuação da mulher na sociedade são muito grandes.

sábado, janeiro 19, 2013

UM PRESENTE PARA UM DIA ESPECIAL

 NOVA ZELÂNDIA, UM PARAÍSO DISTANTE

A geografia da Nova Zelândia é uma atração a parte, com uma diversidade natural muito grande encontra-se de quase tudo no território: montanhas, picos, rios, praias, vulcões, cachoeiras etc. A Nova Zelândia é formada por duas ilhas principais a ilha do Norte e a ilha do Sul. A Ilha Sul é a maior massa de terra e está dividida ao longo do seu comprimento pelos Alpes do Sul, cujo maior pico é o Monte Cook com 3.754 metros. Na Ilha Sul há dezoito picos com mais de três mil metros de altitude. A Ilha Norte é menos montanhosa do que a Sul mas está marcada por vulcanismo. A Ilha Norte é menos montanhosa do que a Sul mas está marcada por vulcanismo, a montanha mais alta, Ruapehu (2.797 metros) é um cone vulcânico ativo. Pelo fato das ilhas neozelandesas estarem isoladas, as paisagens do país são bem diferentes, quase únicas. O curioso é que os animais das ilhas também são bem únicos, a começar pela ausência de mamíferos terrestres (apenas alguns morcegos). O kiwi é uma pássaro típico (daí o nome da fruta, pela semelhança com o pássaro). A Nova Zelândia é também a residência do tuatara, uma espécie antiga de réptil, e do weta, um insecto que pode atingir mais de 8 centímetros de comprimento.
Na foto a capital da Nova Zelândia: Wellington. As principais cidades são: Auckland, Christchurch e Hamilton. A população do país pelo último senso em 2003, é de 4 milhões de habitantes. O regime do país é a Monarquia.

quinta-feira, janeiro 17, 2013

MARAVILHAS DA NATUREZA (Cataratas Vitória)

 CATARATAS VITÓRIA
 As Cataratas Vitória ou Quedas Vitória são das mais espectaculares cataratas do mundo. Situam-se no Rio Zambeze, fronteira entre a Zâmbia e o Zimbabwe. na África. Têm cerca de 1,5 km de largura, e altura máxima de 128 metros.
David Livingstone, explorador escocês, foi o primeiro ocidental a vê-las em 17 de fevereiro de 1855 e deu-lhes o nome em honra da rainha Vitória; o nome local é Mosi-oa-Tunya, que quer dizer "fumo que troveja" . Essa extraordinária catarata faz parte da lista de Património Cultural da Humanidade mantida pela UNESCO.
Em
1860, Livingstone voltou à zona das cataratas e fez um estudo detalhado. Também o explorador português Serpa Pinto as visitou, mas até que aquela área ficasse mais acessível, o que ocorreu por volta de 1905 com a construção de uma estrada de ferro como pode ser vista na (na 2a.foto) através da qual muitos turistas se utilizam para visitar uma das maiores maravilhas do mundo. Mesmo considerando as dificuldades de acesso dos maiores centros emissores de turismo,
o número anual ultrapassa os 400 mil visitantes.

quinta-feira, janeiro 10, 2013

É mais prudente ficar longe deles...

CONHEÇA AS TÁTICAS DO TUBARÃO Maior peixe predador do mundo, o tubarão, escolhe a presa exatamente como os assassinos em série – concentrando-se nos locais mais frequentados por ela, como casa ou onde costuma comer. Essa é a conclusão de um estudo liderado pela Universidade de Miami, nos Estados Unidos, e baseado na observação de 340 ataques na costa sul-africana, principalmente contra focas. O autor do livro “Tubarões no Brasil – Guia Prático de Identificação” e diretor do Instituto Ecológico Aqualung, no Rio de Janeiro, Marcelo Szpilman, discorda da relação feita no estudo: “Na verdade, esse comportamento de analisar a vítima faz parte do método de caça de todo predador. Ou ele é como o leopardo, que corre mais do que os outros e não precisa se esconder, ou é como o tubarão branco, que geralmente caça fazendo emboscadas.” Mas enquanto não se sabe com quem está a razão o melhor mesmo é ficar bem longe desses predadores. O que há verdade mesmo é que eles estão muito vorazes, como destaca a notícia abaixo:
Ataques de tubarão em Recife-
E a explicação é esta: O fato é que as espécies de tubarão que vivem perto da praia e que antes tinham comida à disposição agora não têm mais tanto alimento assim. Segundo os cientistas, isso aconteceu provavelmente por conta da construção do Porto de Suape. "Durante as obras, foi preciso destruir mangues e rios das redondezas", explica Otto Bismarck Gadig, professor da Universidade Estadual Paulista e especialista em tubarões. "Isso afetou o ecossistema de tal jeito que esses animais ficaram sem muita comida disponível e, também, sem lugar para ter seus filhotes." Mesmo com toda a verocidade do tubarão, quando algo vai mal na natureza é porque antes, o Homem, o maior predador da face da Terra, já aprontou algumas das suas. Tudo em nome do progresso e do lucro.

segunda-feira, janeiro 07, 2013

BLOGTUR (Redang Island)

REDANG ISLAND, UM CÉU NA MALÁSIA


Ilha Redang se orgulha com praias de areia branca forrado com palmeiras, águas cristalinas e espectaculares recifes de coral. É tudo o que você esperava uma ilha tropical seria este lugar idílico e é menos de uma hora da costa leste da Malásia peninsular. A maioria dos resorts na Ilha Redang estão alinhados ao longo Pasir Panjang (Long Beach), indiscutivelmente um dos melhores trechos de praia em toda a Malásia. Um punhado de outros resorts estão escondidas em enseadas praia privada, o mais impressionante sendo Teluk Dalam (Deep Bay), onde o Berjaya Beach Resort está situado.
Com excelente visibilidade e espectacular, facilmente acessível recifes de coral, não é de admirar que Redang é saudado como um paraíso do mergulho e snorkel. Mesmo em frente a praia mais popular, as rochas são o lar de diversas espécies de tubarões de coral, recife (inofensivo para os seres humanos) e moréias. Redang e as ilhotas vizinhas foram publicados como um parque marinho no começo dos anos 90 e da atividade humana na área é estritamente controlado, a fim de proteger os ecossistemas marinhos.

Sob o estatuto de protecção, Redang experimentou um "boom" do turismo e é um destino de fim de semana muito popular. Além do impressionante mergulho, praias pitorescas (e festas na praia), outra coisa que tem contribuído para a popularidade Redang nos últimos anos é o sucesso chinês, a comédia Férias de Verão que foi filmado em locações aqui. Ilha Redang tem tudo que você precisa para umas férias divertidas: belas praias, águas tropicais quentes e muita coisa para fazer durante o dia e noite anunciada por este belo crepúsculo.

/* Atualizacao do Google Analytics em 25 de Outubro 2009 */